https://www.poetris.com/
Poemas : 

Carícias

 

Tem no nome mil carícias
Nos modos tem força estranha
Do nada se faz de montanha
Sendo um Everest de delícias.

Nas nossas núpcias primícias
Os lábios fazendo façanhas
Quem deram fossem vitalícias
Nossas descobertas e sanhas!

Tem, sim, carinho no nome
Nos jeito feroz tem muito mais.
Tem aquilo que tem os animais
Mas somente o homem que... Come!



Gyl Ferrys

 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
159
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
4
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Juanito
Publicado: 09/05/2018 22:58  Atualizado: 09/05/2018 22:58
Colaborador
Usuário desde: 26/12/2016
Localidade: España
Mensagens: 2662
 Re: Carícias
Deliciosas cuartetas de amor, estimado amigo. Me he tomado la libertad de hacer una versión de la primera estrofa; espero que te guste.

¡Un abrazo!

En su nombre hay mil caricias,
En sus modos, fuerza extraña;
De nada, se hace montaña:
¡Everest de de mil delicias!


Enviado por Tópico
AntónioFonseca
Publicado: 09/05/2018 23:35  Atualizado: 09/05/2018 23:35
Colaborador
Usuário desde: 31/05/2013
Localidade: Portugal
Mensagens: 617
 Re: Carícias
Bom contexto do amor.
Na verdade as carícias são tão necessárias para a essência dos sentimentos, como as folhas para as árvores. Sem elas o amor morre logo à nascença.
Há carícias e carícias.

Abraço poeta Gyl