https://www.poetris.com/
Poemas : 

CINZA

 

CINZA
“Para quem é cinza
O mundo é cinza...
Todos são cinzas...
Essa é a medida de todas as coisas.
Para os que não sabem
O que são as coisas.
Não enxergam em cores aqueles
Cegados pelo ódio...
E que mundo se constrói com ódio?
Todos que se fizeram em sangue
Se extinguiram em mais sangue
E no fim tudo que foi
Voltou como um bumerangue...
Deve haver prazer
Em se achar o centro do mundo.
A definição do “certo”.
O cinza não sabe que é cinza.”

(Proteus).




 
Autor
PROTEUS
Autor
 
Texto
Data
Leituras
120
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.