https://www.poetris.com/
Poemas : 

Eternamente

 
Quando apareces, assim, do nada
Trazes consigo a beleza das nativas,
Levas os lumes líricos da madrugada
Diversificando nas cores vivas.

Quando nos meus sonhos e devaneios
Tu surges, de repente, feito fada,
Com olhos estrelados, fartos seios
Sinto meu coração em disparada.

Quando para tuas plagas tu partes
Deixa-me em constante melancolia
Rasgo bandeiras, queimo estandartes
Rabisco os alfarrábios de poesia.

Se tu vens e comigo não mais ficas
Como ficavas comigo antigamente
Leias este poema e aceitas estas dicas
Se não quiseres ficar sem mim... eternamente!


Gyl Ferrys

 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
48
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.