https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

A calçada

 
A calçada
 
"Pelo sangue derramado
por uma página incinerada
pela negligência oportunista"

[...]

Na varanda da minha casa,
no universo de uma calçada,
reside a história em abstrato

Minha filha se assenta,
felizmente, ouve atenta
o que me fora passado

[...]

Os janeiros dos avós,
bucolismo bem vivido
em anos áureos regentes

A inquietude dos pais
com a boca censurada
vendo a troca das patentes

Até o que me fora presente
tão ausente, de repente,
já não posso mais visitar

No país-demagogia
onde a história é magia
tudo há de se modificar

Restam prédios demolidos
Documentos engolidos,
a arte põe-se a arruinar

A ignorância impera,
o poder se supera,
com desculpa em prontidão

A história se apaga,
belas obras na penumbra,
ou melhor, na escuridão

[...]

Fica a reflexão:
o Brasil que nos acolhe,
todas as crenças e culturas,
não se importa com o passado

Cuidado!
nossos filhos serão cobrados
pelas futuras gerações
exigindo explicações

[...]

Lá estamos naquela calçada,
locam-se eu e minha filha,
relutando em não permitir
que a história seja varrida

[...]

"A abstração é o único cofre
que zela os registros históricos
do país do carnaval"

By Renato Braga

Sentimento de luto pelo incêndio que apagou mais de 200 anos de história no Museu Nacional, Rio de Janeiro, em 02/09/2018. Um misto de tristeza e vergonha por morar em um país onde muito se fala em corrupção e pouco se fala em cultura, tampouco valorizar o que foi passado.
 
Autor
Renatobragarr
 
Texto
Data
Leituras
345
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
0
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.