https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

Lábios, onde moram todos os sorrisos

 
Open in new window

No canto da cigarra,
Ginga uma rola,
No pé de dança com o vento,
Dança que não invento
Nem faço proveito.
Nasci nas ruelas do sueto,
E a dança do ventre
Me dá jeito, nunca fui suspeito
Nem sujeito às críticas da maria,
Que tem a mania de ser meu guia
Nas lidas do baile por um dia.
Sempre que gingava, ela me mirava
E sorria, libertando um sorriso,
Saído do paraíso e em seus lábios,
Onde moram todos os sorrisos.

Adelino Gomes-nhaca



Adelino Gomes

 
Autor
Upanhaca
Autor
 
Texto
Data
Leituras
256
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
22 pontos
2
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 30/12/2018 10:18  Atualizado: 30/12/2018 10:18
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9128
 Re: Lábios, onde moram todos os sorrisos
Bom dia Upanhaca, teus versos enredam um personagem buscando harmonizar-se com os elementos da natureza que colorem ao seu cotidiano, parabéns pelo vosso redundante poema, eu te desejo um 2019 de muitas satisfações, MJ.