https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

SECO E FRIO

 
Tags:  SONETOS 2019  
 
SECO E FRIO

O beijo ficou seco; os lábios, frios.
Talvez eu já não veja ou seja visto...
Mesmo ainda te amando, ora desisto
Farto de teus humanos desvarios.

Talvez tu risses sóis; chorasses rios.
E eu, tão equivocado de tudo isto,
Já não mais te quisesse ser benquisto,
Entregue ao desatino dos baldios.

O beijo ficou frio; os lábios, secos.
Pelo vazio em mim escuto os ecos...
Não há porque supor o mesmo em ti.

P'ra todos os efeitos, assim seja:
Olhando para mim talvez te veja
E estejas tu tão só quanto eu aqui.

Betim - 08 03 2019


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
322
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.