https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

CÉUS

 
Tags:  SONETOS 2018  
 
CÉUS

Arrumação de nuvens lado a lado,
Qual se povoasse o azul de paquidermes...
E o sol, esturricando as epidermes,
A pino rebrilhava em meu costado!

Tão brancas sobre o mar aprofundado,
Revelavam-se rimas dignas d'Hermes!...
Aquando de meus olhos já inermes
Ali por horas e horas admirados.

As nuvens s'estendendo no infinito...
É tão desnorteador, mas tão bonito,
Qu'eu repetia incrédulo: -- "Meu Deus!"

No espetáculo vão d'aquela tarde,
Alheio ao sol que em minhas costas arde,
Eu elevei aos céus os olhos meus.

Guaraú - 30 12 2018


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
484
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.