https://www.poetris.com/
Poemas : 

O meu amor és tu

 
Continuo com saudades das noites de lua cheia em que os sorrisos são estridentes e povoam o meu pensamento.
És tu que imagino no poema escrito a duas mãos sempre que me cerco do teu rosto.
De quando em vez arregaço o medo e penso que sou tudo para ti, outras vezes lembro tempestades passadas e fico à porta do desânimo.
Logo de mansinho pousam pétalas de alegria camufladas de beijos, é disso que preciso para calar o tempo de espera.
Um dia, iremos caminhar ao som de uma brisa e faremos silêncios de esperança. Não serão necessárias palavras pois a verdade cresce no coração de quem espera versos de contentamento.

Podes entrar, a porta é um lugar seguro para sorrir e eu continuo à tua espera.


Carolina

 
Autor
Carolina
Autor
 
Texto
Data
Leituras
176
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.