https://www.poetris.com/
Poemas -> Reflexão : 

Quero porque quero

 
Quero esquecer as tardes cansadas
de desabafos desalentados
e dos ventos que, perturbados, uivavam,

quero esquecer as noites
de inquietas insónias
e das madrugadas exaustas,

quero esquecer os dias iguais a nada
e as ilusões perdidas na solidão
das areias da praia,

quero, enfim, esquecer tudo
o que foi frustração, desilusão,
fracasso, desamor e...
especialmente, quero esquecer
a juventude que me abandonou...

Agora, amadurecido pelo tempo,
quero sentir, não a ventania,
mas sim, a suavidade das brisas,

quero olhar a noite
e absorver a serenidade do luar,
contemplar a luminosidade
ténue das alvoradas,
sorrir ao sol dos dias efémeros
e abraçar a vida com gratidão,

quero, simplesmente,
porque quero
e porque, somente, o querer
tem a força da mente…

José Carlos Moutinho
10/4/19

Decreto-Lei, nº 63/85
dos direitos do autor


 
Autor
zemoutinho
 
Texto
Data
Leituras
66
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
0
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.