https://www.poetris.com/
Poemas : 

A casa do meu coração

 
Queria eu ser herói
Sem ganhos, sem proveitos, sem luxo
Queria eu deixar de lado tudo o que me destrói
Queria eu deixar de ser poeta e ser um bruxo

Não, nunca quis uma casa para mim
E sabendo eu que tudo não passa de uma ilusão
Queria uma ''casa'' com um jardim sem fim
Queria eu uma casa, um abrigo p'ra meu coração

Não, não quero que vás embora
Quando és tudo o que sempre quis
Mas sou sincero e digo sem demora
Que o que mais gosto é ver-te sorrir, é ver-te feliz

Sim ninguém é obrigado a aturar minha demência
Quando em mim só existe escuridão
Muitas vezes falhei-te, desculpa a minha negligência
Mereces tudo de bom, por seres quem és e por teres bom coração

Não é que a tua partida não importe
E que a tua ausência não seja sentida
Mereces que a vida te bafeje com a sorte
Em todos os segundos e minutos da tua vida

E sim, sempre quis ir para a prisão
E se calhar desejo mais que um amigo
Sempre quis ganhar teu coração
Sempre quis ser preso numa ''cela'' só contigo


Mesmo sendo eu um vagabundo...
por um belo sorriso vou até ao fim do mundo!

Eduardo Fontes©

 
Autor
EduardoFontes
 
Texto
Data
Leituras
46
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.