https://www.poetris.com/
Poemas : 

O fim...

 
Difícil escrever,
Quando não se tem uma fonte de inspiração onde beber...
Difícil sonhar,
Quando todas as noites o mesmo pesadelo se repete sem parar...

É difícil acreditar que é real
É difícil acreditar mas tudo o que com reticências se escreve... Um dia escrever-se-á com ponto final

Se outrora de tudo desisti
Desisto de desistir
Desisto de toda a minha fantasia
E guardarei na memória esse fantabuloso oceano e sua maresia

Bebo por fim esse teu copo de veneno
O fim... Real?
Ou o fim ideal?

Não, nada, esquece, é o veneno a fazer efeito
... Que venha e me leve bem devagar
... Que venha e me arranque este defeito que é nunca parar de cair... Nunca parar de sonhar...

O fim...




Mesmo sendo eu um vagabundo...
por um belo sorriso vou até ao fim do mundo!

Eduardo Fontes©

 
Autor
EduardoFontes
 
Texto
Data
Leituras
60
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.