https://www.poetris.com/
Sonetos : 

CARRARA

 
Tags:  SONETOS 2020  
 
CARRARA

Para arrancar da rocha a forma nua
Que clamava, insabida, sob os veios,
É preciso valer-se de hábeis meios
Onde apenas promessa se insinua.

Após finalizada, à luz da lua
Se me revele viva sem receios
Essa matéria fria em cujos seios,
Perdida, minha mão quase flutua…

Surgidos de cinzel, martelo e lixa
Seus traços juvenis se perpetuem
No que entre mármore e aço fora rixa.

Devotos, olhos fitos a cultuem
Feita deusa de porte majestoso
Aquela em que recordo doce gozo.

Betim — 22 01 2020


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
81
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Srimilton
Publicado: 22/01/2020 20:06  Atualizado: 22/01/2020 20:06
Colaborador
Usuário desde: 15/02/2013
Localidade: Nenhuma
Mensagens: 1844
 Re: CARRARA
Belíssimo!!!...
Sem mais.