https://www.poetris.com/
Poemas : 

VIDA

 


"Escute essa mulher cantando.
Seria o canto tão comovente se ela não devesse morrer?
(...)
Pode-se impedir que a vida recomece todos as manhãs?"
("Todos os Homens são mortais. Simone de Beauvoir).

VIDA:
A força do Ser Humano
está na sua fragilidade.
Cada gesto...
Cada sorriso...
Nunca mais será visto.
Se perdem na inconstância do tempo.
Se diluem na fugacidade do ato.
Quem lembrará do que foi
se logo também terá ido?
A vida, essa pluma ao vento
é bela em si e se justifica.
Que fosse minutos...
Que segundos fosse...
Ainda assim. (Proteus).

 
Autor
PROTEUS
Autor
 
Texto
Data
Leituras
48
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 24/03/2020 10:56  Atualizado: 24/03/2020 10:56
 Re: VIDA
a grande Simone

meu caro e quem quer saber da vida quando temos a morte! ninguém quer saber das coisas boas. as pessoas querem é saber do ego, de poluir a natureza com a merda que fazem julgando que é ouro, de matar, matar é uma coisa especial, eleva de cima para baixo os posts à categoria de doutores e hoje diga-me lá, quem é que não quer ser doutor! gostam de passear o cão... hoje temos um grande amor por animais especialmente por cães, e temos porque temos uma apetência por coisas que nos permitam o sentimento de posse porque isso nos faz crescer o ego. é tudo uma maravilha. diga-me lá se a morte não é uma maravilha! viva a morte (quando digo temos digo-o entre aspas) enfim, coisas de um mundo competitivo, maravilhosamente cruel. odeio maravilhas. a única coisa boa, mesmo boa que conheço é a vida que teima em não querer nada com o mundo porque este a agride constantemente cheio de razão. razões! que se há de fazer ao vazio! nem a revolta da natureza é suficiente para abrir os olhos aos mortos.

eu gosto... e confesso que se fosse presidente do mundo obrigaria quem escreve a conhecer alguma coisa de significante, como por exemplo, ler alguns dos seus antecessores e no mínimo aprender alguma coisa de noção de arte, isto para além de conhecerem a língua em que se expressam porque senão um dia... matam tudo. coitada da vida

foi um prazer cá passar e desculpe qualquer coisa
um bom fim de semana