https://www.poetris.com/
Sonetos : 

AO ACASO

 
Tags:  SONETOS 2020  
 
AO ACASO

Àquilo que define a sorte e o azar
Sem mais indiferença que sentido,
Elevo o meu olhar agradecido
Na falta d'outro deus para adorar.

Se às possibilidades tem lugar
Tudo pelo Universo conhecido,
O que eu sou ou podia ter eu sido
São dados que ninguém soube jogar.

Uma mão invisível titereia
Essa tragicomédia sem roteiro
Onde se vivencia o corriqueiro.

Pois, sem deixar pegadas pela areia.
Leva de nada até lugar nenhum
A estrada que têm todos em comum.

Betim - 22 05 2020


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
32
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
0
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.