https://www.poetris.com/
Poemas : 

PASPATUR

 
.
.
.
Aquarela jamais desbotou-se,
tampouco a doçura no âmago
se dispersou. Inda habita; cor
discreta e intra forte no peito...
Nem mesmo o inverno interviu,
no frutal madurado do outono,
colhido farto no tempo adverso;
não tão mais distante do ocaso...
Chegada célere da inflorescência,
medrando o olhar do que resta;
perfumando meu entorno então...
É primavera! Salve! É primavera!...
Sem pressa, aquece-me a vida,
muito mais que qualquer verão;
pintando minha canção poesia
por todo ano, estação por estação...
E agora é momento de celebrar;
sem presentes, e nenhum senão!

 
Autor
ZESILVEIRADOBRASIL
 
Texto
Data
Leituras
111
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Mr.Sergius
Publicado: 26/09/2020 00:31  Atualizado: 26/09/2020 00:31
Da casa!
Usuário desde: 14/08/2018
Localidade:
Mensagens: 304
 Re: PASPATUR
Uma bela Ode à primavera. É possível sentir toda energia que você descreve. Muito bom.