https://www.poetris.com/
Sonetos : 

NEG(ÓCIO)

 
Tags:  SONETOS 2021  
 
NEG(ÓCIO)

Se quando não se está fazendo nada
Ainda há algo humano sendo feito,
Ao poeta se lhe apraz certo conceito
Onde a pessoa a si mesmo se agrada.

Mesmo em sombra e água fresca trabalhada
Vem a escrita explicitar o contrafeito
Estado de espírito do sujeito,
Que se nega o descanso da jornada.

Deveras, sua mente tão febril
Soubera dizer não ao mercantil
Escambo entre prazer e obrigação.

De sorte que nas nuvens da poesia
Encontra um não-lugar; uma utopia
Onde reina absoluto o coração.

Betim - 16 01 2021


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
69
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Erotides
Publicado: 17/01/2021 00:43  Atualizado: 17/01/2021 00:43
Colaborador
Usuário desde: 26/02/2020
Localidade: BRASIL
Mensagens: 736
 Re: NEG(ÓCIO)
A mente nunca fica ociosa