https://www.poetris.com/
Poemas : 

Noturno 6.5

 

Soergo meus olhos a buscar outros olhos com certa angústia
É outro ano vencido desta caminhada nestes dias incontidos
Mais uma vez estou-me face a face diante de meus temores
Tanto mais nesta reclusão voluntária que a cautela me exige
Então devo confessar que bebi dos cálices do conhecimento
Até habituei com a embriaguez que todo o conhecer resulta
Descobri que esse meu silêncio, até se parece com a tristeza
Mas é a flor da imaginação que me sustenta nos seus braços
Descortinei na árdua busca de mim, o peso de aceitar-se a si
Em geral, encoberto entre as brumas obscuras da ignorância
Encontrei além de mim, outro olhar para somar nessa viagem
E com esse alguém violar os limites, romper todos horizontes
Esperança e liberdade cabem na vereda de um futuro a dois
Sei que quero a vida, mas martela na mente a dura realidade
Que nutre a sensação que viver é tão frágil e o tempo curto
Nem sei quão curto, mas sei que não farei fácil para a morte
Se a vida fosse como dormir, seria só alterar de lado se doer
Não é simples viver sem sonhar e aí a poesia se faz imperiosa
Que nos versos permite romper as barreiras da mediocridade
Assim estendo minhas asas ao primeiro brilho de cada manhã
Esparzo a poeira da noite sem lamentos nos olhos ou na alma
Chego sóbrio a esta reflexão existencial aos sessenta e cinco
Tal qual o faço desde que fui renascido, há cinco anos atrás
Eu não tenho saudade do que um dia fui, sei que envelheço
O que faço feliz, sem me entregar e sem resistir, reinventado


Dor e angústia protagonizam o show
Quando a noite vem, a mágica se faz
Nasce o poema das entranhas feridas
Então, abro as asas e voo ao infinito.



Aguardo, sem ansiedade a oportunidade de escrever o próximo como o faço desde que tive 2 infartos em 15 dias e, entre um e outro, uma parada respiratória me deixou morto por 12 segundos. Depois disso muito pouco me assusta, apenas temo não encontrar as palavras para o noturno 10.0...
 
Autor
Mr.Sergius
 
Texto
Data
Leituras
107
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
4
3
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/03/2021 17:43  Atualizado: 03/03/2021 17:43
 Re: Noturno 6.5
Seguindo os poemas Noturno,.eu.confesso que esperei ansiosa para ler
o 6.5.
Gostei de todos, muito em.especial
6.4 / 6.5.
Que Deus dê vida longa ao poeta e
que o poema 6.6 venha transbordando de amor.

Um abraço


Enviado por Tópico
DanielJerónimo
Publicado: 05/03/2021 16:46  Atualizado: 05/03/2021 16:46
Novo Membro
Usuário desde: 22/02/2021
Localidade: Portugal
Mensagens: 8
 Re: Noturno 6.5
Espero ler outros Noturnos que virão, tão bem elaborados e instrutivos como este que fizeste.

Nada acontece por acaso e só somos derrubados na vida para nos tornarmos mais fortes.

Que tenhas uma longa vida, para que possas continuar a maravilhar outras mentes, como fizeste com a minha.