https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

A palavra

 
A palavra pisada é a cidade
A palavra segredo é uma criança
A palavra medo está na distância
A palavra água é uma meia verdade
Que brota dos poros de quem sua

A palavra carinho é uma rosa
A palavra céu é a cor azul
A palavra longe está lá no sul
A palavra ira é uma coisa furiosa
Que ferve no sangue caído na rua

A palavra jardim guarda lembranças
A palavra silêncio é algo não dito
A palavra borracha corrige o escrito
A palavra alegria pertence às crianças
Que se soubessem o futuro não iriam crescer

A palavra ar é o pulmão que respira
A palavra deserto é coração sem amor
A palavra sol é feita de luz e calor
A palavra adeus é de quem se retira
Retiro-me, mas fica experiência de escrever



Dor e angústia protagonizam o show
Quando a noite vem, a mágica se faz
Nasce o poema das entranhas feridas
Então, abro as asas e voo ao infinito.




 
Autor
Mr.Sergius
 
Texto
Data
Leituras
241
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
20 pontos
6
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 17/01/2022 02:33  Atualizado: 17/01/2022 02:33
 Re: A palavra
*de uma profundidade esmagadora!
Tua escrita é aquela com todas as tuas digitais, marcas particulares, impossíveis de serem repetidas por outros, pois és ÚNICO.
Espero, desejo de todo ♡ , que teu "eu poético " tenha escrito o último verso...precisamos de ti, o Poeta magistral, o Amigo incrível, o Homem admirável.
Muito fã de ti, integralmente!
Abraços
S.k*


Enviado por Tópico
Erotides
Publicado: 17/01/2022 16:46  Atualizado: 17/01/2022 16:58
Colaborador
Usuário desde: 26/02/2020
Localidade: Brasileira
Mensagens: 2031
 Re: A palavra
...

A palavra é linda e quando conectado ao objeto é perfeito. Adorei, a palavra furiosa associada ao sangue no chão.

Gosto de objetivo e descobrir o que não foi dito, desenvolve, acrescenta e fortalece meus conceitos, posso dizer que os comentários ajuda bastante.



Posso também acrescentar que sempre leio todos poemas e tiro deles palavras mágicas; e quase sempre não é possível comentar, já que eu vejo em quase tudo, algo perfeito.