https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Surrealistas : 

Beija-Flor

 
O dia se dissipa em memórias duras e disformes
Ergo a minha armadura e minha máscara usuais
Não a causar ilusões, porém assim eu me blindo
Das agruras da vida. Em minha defesa me armo
Assim me poupo, quase ileso, de dores e sustos
O pássaro em mim se confundirá com os ventos
E o céu com as verdades que sempre irei primar
Vou escrever versos crus, sem diluir as palavras
Inserir loucos gritos entre as páginas deste livro
Olhar o mundo impiedoso com olhos de estátua
Deixar a angústia e a incerteza do lado de fora
É certo que tens algo a dizer que valha atenção
Mas não com os lábios de beijar, esses de sonho
Com o que é espelho d’alma, dissolvido em boca
Chamar, sem que se precise dizer nome nenhum
Sem restar emoldurada, perdida em uma lingerie
A esperar pelo mapa prá minha cama, meu gueto
Forrado de lírios, delírios rolando ladeira abaixo
Como gazela saída do filme que não se entendeu
Não há cachoeiras azuis, ou primaveras, lamento
Só você e eu, francamente espero que isso baste
Para expor, num voo de beija-flor, quanto te amo



Dor e angústia protagonizam o show
Quando a noite vem, a mágica se faz
Nasce o poema das entranhas feridas
Então, abro as asas e voo ao infinito.




 
Autor
Mr.Sergius
 
Texto
Data
Leituras
233
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
20 pontos
10
5
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/01/2022 14:42  Atualizado: 22/01/2022 14:42
 Re: Beija-Flor
*Uau, de um lirismo cru e sonoro.
Apreciei o pulso' desses versos, numa cadência e sonoridade fascinantes.
Há todo esse confessar íntimo, mesclado com o aceno amoroso para amada... e que baste então!! Rsrs
Eu sou fã, definitivamente fã da tua poética.
Saudações
S.k*


Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 24/01/2022 12:44  Atualizado: 24/01/2022 12:44
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade:
Mensagens: 5760
 Re: Beija-Flor


Beleza poética em forma de beija-flor

um abraço poeta Mr.Sergius


Enviado por Tópico
MarySSantos
Publicado: 25/01/2022 12:10  Atualizado: 25/01/2022 12:12
Luso de Ouro
Usuário desde: 06/06/2012
Localidade: Macapá/Amapá - Brasil
Mensagens: 5422
 Re: Beija-Flor
Um poema que no fim se arremata em dedicatória ao outro; aquele ser a quem queremos entregar amor. Porém há tanto a ser extraído do poema, que o ser amado se apresentou a mim com a face da vida, esta que forma, transforma, desconstrói (como o sujeito poético se apresenta: desconstruído), edifica e, se permitirmos, até purifica para sermos voos de beija-flor: veloz em busca do néctar, mas humilde ao ponto de pairar para adorar ou observar a fonte do seu alimento. A vida, esta flor que muitas vezes está cheia de espinhos, porém nem sempre, mas disposta a receber o beijo de quem saiba ou ousa levitar como um beija-flor.

Sempre viajo e me perco ao comentar um poema, por isso evito... mas este me instigou. Grata!

Abraço!


Enviado por Tópico
Legan
Publicado: 25/01/2022 19:57  Atualizado: 25/01/2022 19:57
Colaborador
Usuário desde: 26/01/2010
Localidade: Algures em Trás-os-Montes
Mensagens: 790
 Re: Beija-Flor
Vestir a armadura para lutar por esse amor... Deixar toda a dor para trás e voar como um beija-flor...

Não é a toa que você é um dos meus poetas favoritos...

Adorei a leitura

Abraço


Enviado por Tópico
ZESILVEIRADOBRASIL
Publicado: 03/02/2022 09:56  Atualizado: 03/02/2022 09:56
Membro de honra
Usuário desde: 22/11/2018
Localidade: RIO - Brasil
Mensagens: 1025
 Re: Beija-Flor
Bato o olhar, amigo poeta, e já me-é inconfundível o seu versar... permita-me homenageá-los, a ti e seu poema com um voo de beija flor...

Poemas : AR-180415
observava a rota do colibri
atraído pelo encantamento,
voava confiante, mas,
estancou cintilante no ar
ante a pequenina flor...
desencantou-se ao travo
sabor daquela inflorescência,
apesar de atraente em cor...
optou arremeter-se, não voltou...
dest'arte, prevalece, penso;
de o mel que adoça a boca
sem nada impor, se amargor
ao se provar, opte ir sem
retornar se desilusão for...
'beija-flor'

Leia mais: https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=340664 © Luso-Poemas

Grande abraço caRIOca!