https://www.poetris.com/
 
Textos : 

Outras...

 
Que Deus me proteja dos dias sem amor e sem poesia,
mas que não me livre totalmente deles.
É necessário um quê de feiura à retina
e um pouco de falta de rima para permanecer acordada.
Que a ausência dos versos ou vida comum me mortifiquem.
Se o medo aumentar, que cresça também a minha força para seguir em frente,
e a minha capacidade de ver a beleza e o encanto além da frieza da rotina.
Que eu possa encontrar novos hábitos e universos, desejar novos pensamentos e emoções.
Que eu me liberte de tudo mais,
e possa escolher seguir novas regras ou,
quem sabe, pela primeira vez não seguir nenhuma.
Que eu me permita ser eu mesma,
mas também ser muitas outras.


 
Autor
Aline Lima
 
Texto
Data
Leituras
341
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
46 pontos
12
5
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Sergius Dizioli
Publicado: 16/10/2023 03:44  Atualizado: 16/10/2023 03:44
Administrador
Usuário desde: 14/08/2018
Localidade: काठमाडौं (Nepal)
Mensagens: 2221
 Re: Outras...
Tudo me parece absolutamente apropriado e pertinente.
Certa vez já imaginei que sem algum percalço a vida poderia ser demasiadamente tediosa, mas de imediato, acreditando fruto de alguma breve insanidade, me repreendi e afastei a ideia. Entretanto agora leio algo que trilha essa mesma senda e da forma como vai colocado, posso enfim reconhecer a lógica daquele pensamento e isso me alivia.
Teu poema tem um tom de oração racional em que os pedidos são justificados pelas consequências e a aceitação dessas um verdadeiro exercício de liberdade. Aplaudo. Saudações.


Enviado por Tópico
HorrorisCausa
Publicado: 16/10/2023 13:25  Atualizado: 16/10/2023 13:25
Administrador
Usuário desde: 15/02/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 3542
 Re: Outras.../Aline
Olá Aline

O desdobramento, creio, ser um desafio constante. Tantas e tantas vezes temos que ser omnipotentes, omnipresentes e afins.. É insane.
E neste texto, trazes isso mesmo, o modo, a forma tão sussurrante, tal brisa nas suas mais profundas confissões, a superação e a fidelidade de ser igual ao que se é, sem deturpação. .e no fim, manter o equilíbrio...a capacidade de absorção da beleza que a vida proporciona. mesmo que seja a doer. e isso ninguém te tira...
o teu Eu original e.terno

Beijo

Atenciosamente
HC


Enviado por Tópico
Alemtagus
Publicado: 16/10/2023 17:28  Atualizado: 16/10/2023 17:28
Membro de honra
Usuário desde: 24/12/2006
Localidade: Montemor-o-Novo
Mensagens: 3061
 Re: Outras... p/ Aline Lima
As regras somos nós quem as escreve, não nos devemos escravizar nas palavras dos outros, partilhá-las, sim, comedidamente. E muito menos devemos ter medo das cores dos dias e dos ventos que os levam e tampouco das vozes que esquecemos e continuamos a ouvir.


Enviado por Tópico
GabrielaMaria
Publicado: 16/10/2023 17:42  Atualizado: 16/10/2023 17:42
Membro de honra
Usuário desde: 04/09/2022
Localidade:
Mensagens: 930
 Re: Outras...
.

Penso que Deus não vai responder com voz alta para quem estiver do lado ouça, mas que ao orar possa organizar seus passos em direção aos seus sonhos, os ventos sempre podem mudar a direção, mas não significa que deixou de amar. Abraços.


Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 16/10/2023 20:38  Atualizado: 16/10/2023 20:38
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 10422
 Re: Outras...
Que sempre se realizem teus sonhos, que cada dia sejas surpreendida com o encanto que é viver.
Vais ter muitos dias em que o sol vai girar nas tuas mãos, e então teu coração, mais parecerá um Deus que incendiará tua vida.
É um privilégio, poder comunicar contigo, ler tua poesia, sinto-te uma menina doce com uma vida inteira e feliz pela frente.

Beijinho


Enviado por Tópico
benjamin
Publicado: 17/10/2023 07:51  Atualizado: 17/10/2023 07:51
Administrador
Usuário desde: 02/10/2021
Localidade:
Mensagens: 400
 Re: Outras...
.
De todos os seus poemas, este é o meu preferido.
Uma assunção de vulnerabilidade, livre e madura, num texto formalmente despojado e sem pretensiosismo.
Muito bom.