Poemas : 

subida aos céus

 

e grito mãe ao dia escuro de inverno
engulo palavras compridas sãs
dormente, doente foi meu governo
durante tempo grande com bretãs_____
fui o pão, sou do vinho abençoado
milagres crus vazios de uma cor
pedante andante, messias assombrado
procurando fiéis na fé da dor_____
somente o mundo pode dar o tom
curvando costas contra as poucas telhas
não há ainda nunca nada sem som
com ocos triângulos plenas selhas_____

e grito mãe até no fim da escada_____
degraus invisíveis, passos de fada_____






Open in new window













Imagem de Agostino Arrivabene (2023) - da coleção "Thesauros"


e sou do sítio das borboletas monarcas azuis

 
Autor
AliceMaya
Autor
 
Texto
Data
Leituras
188
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
2
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
HorrorisCausa
Publicado: 04/03/2024 17:22  Atualizado: 04/03/2024 17:22
Administrador
Usuário desde: 15/02/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 3594
 Re: subida aos céus/AliceMaya
olá AliceMaya

quem diante destes versos não sente elevar.se.lhe a alma?
que no meio do lidar com a vida, roça os braços abertos no pousar do olhar, escadaria acima ao encontro da nascente chamada mãe.

obrigada pela partilha

atenciosamente
HC