https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Reflexão : 

Rabiscos

 
Não me apetece substantivos
ofereçam-me nomes:
os impróprios, os descomunais,
os colectivos.
Tirem-me as fomes
de letras, de livros, de jornais.

Atirem-me à cara o latim,
o anglo-saxónico,
o germâníco,
do alfa ao ómega, o mandarim,
o fenício telefónico,
o SMS mediterrânico!

Não quero os desenhos;
bastam-me as pinturas
que arrancam-se-me da mente
em breves tons castanhos,
multicolores; cinzeladas partituras,
o traço, o simbolo, a semente!

Alimenta, informa e comunica
em qualquer língua ou idioma...
aceitem os riscos,
como eu aceito o que não se explica,
e vou a Roma
e faço uns rabiscos...


A minha pátria é a língua portuguesa.
Bernardo Soares

Saibam que agradeço todos os comentários, de coração...
Por regra não respondo.



 
Autor
Rogério Beça
 
Texto
Data
Leituras
634
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
2
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 19/05/2008 14:36  Atualizado: 19/05/2008 14:36
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Rabiscos
Filosófico, belo, quase que um grito de revolta!
Gostei muito!
Um abraço para si...

Enviado por Tópico
specialwoman1
Publicado: 20/05/2008 05:55  Atualizado: 20/05/2008 05:55
Super Participativo
Usuário desde: 16/11/2007
Localidade:
Mensagens: 150
 Re: Rabiscos
oi, querido !
Interessante o tema...
Obrigada por me desejar feliz retorno, ainda bem q alguém sentiu minha falta
bjs, Graça