https://www.poetris.com/
 
Crónicas : 

Pediram-me para soltar o ganso

 
A verdade é fantástica, delicio-me com uma boa conversa, com o cheiro das estrelas e o brilho do mar. O sabor de um café quente, meio adocicado e umas boas risadas fazem-me um serão perfeito.

Vejo-me repetidamente a sonhar com o amor, com a sedução de um olhar, com a mão na mão, com a partilha das pequenas coisas, isso dá-me intensos momentos de felicidade.

Adoro as minhas pestinhas, os sorrisos, vibro com os olhos brilhantes, atentos dos meus pequenotes, às histórias meias inventadas,saídas do forno da minha ilusão, da minha vida.

Em casa, sou um todo dedicado ao bem estar das minhas crias que espero levar a bom porto, sempre retirando os perigos, mas deixando ir até quase ao final, para que aprendam com os erros.

Ultimamente tenho-me encontrado com a escrita, não é bem escrita, é uma coisa que nem sei explicar, mas no fundo sinto-me aliviada por poder confidenciar com as palavras que são mais doces do que a vida.

Sou assim, está solto o ganso...


Carolina

 
Autor
Carolina
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1277
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
31 pontos
31
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Pedra Filosofal
Publicado: 09/08/2008 16:07  Atualizado: 09/08/2008 16:07
Colaborador
Usuário desde: 17/09/2007
Localidade: Barreiro
Mensagens: 1279
 Re: .........Pediram-me para soltar o ganso
só uma dúvida... há coisa melhor que uma boa conversa, com um grupo de amigos, e um bom café quente a acompanhar?... bem, talvez o famoso pilinhas que não cheguei a provar..

Se o que tens feito não é escrita... bem, então tenho de ir outra vez ter com a D Rogéria. Acho que desta vez levo mesmo umas reguadas. Seria de pensar que, ao fim de quase 39 anos de idade soubesse distingir a escrita duma coisa qualquer que não sabes explicar...

Certo certo é que espero que não prendas o ganso de novo. Seria um verdadeiro desperdício




Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 09/08/2008 17:01  Atualizado: 09/08/2008 17:01
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: .........Pediram-me para soltar o ganso
Identifiquei-me com tudo quanto explanaste nesta crónica.
Há lá coisa melhor do que uma boa conversa com os amigos?
Claro que não!
Na escrita é outra espécie de refugio onde nos podemos realizar espiritualmente.
Belo texto, Carolina, como é habitual!
Um beijo,
Vóny Ferreira


Enviado por Tópico
HorrorisCausa
Publicado: 09/08/2008 17:09  Atualizado: 09/08/2008 17:10
Colaborador
Usuário desde: 15/02/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 2699
 Re: .........Pediram-me para soltar o ganso
Onde está o licor beirão com gelo moído??

Esta crónica simboliza na sua plenitude, o que a vida tem de melhor: a familia, os amigos, a escrita.
Seguramente, sem isto a vida deixaria de ser vida, possivelmente um acto vegetal.

...como é bom encontrar-me na tua escrita!

Beijo





Enviado por Tópico
fcoferreira
Publicado: 09/08/2008 17:37  Atualizado: 09/08/2008 17:37
Da casa!
Usuário desde: 06/07/2008
Localidade: Joao Pessoa
Mensagens: 339
 Re: Pediram-me para soltar o ganso
sensacional !
parabens
Francisco Ferreira


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 09/08/2008 18:15  Atualizado: 09/08/2008 18:15
 Re: Pediram-me para soltar o ganso
Muito bonito este texto e muito bem escrito.Obrigada pela partilha. Beijo azul


Enviado por Tópico
Valdevinoxis
Publicado: 09/08/2008 18:16  Atualizado: 09/08/2008 18:16
Colaborador
Usuário desde: 27/10/2006
Localidade: Aguiar, Viana do Alentejo
Mensagens: 1997
 Re: Pediram-me para soltar o ganso
E bem que podias começar a escrever um diário de gansos soltos

Tá baril, sim senhora!

Valdevinoxis




Enviado por Tópico
MariaSousa
Publicado: 09/08/2008 19:25  Atualizado: 09/08/2008 19:25
Membro de honra
Usuário desde: 03/03/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4096
 Re: Pediram-me para soltar o ganso
Gostei muito do que li. Não só por achar que está bem escrito mas também pela sinceridade que se sente nas palavras.

Solta mais vezes o ganso!

Bjs


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 09/08/2008 20:03  Atualizado: 09/08/2008 20:03
 Re: Pediram-me para soltar o ganso
querida Carol, ando soltando o ganso assim tbém... tranquilamente nas palavras que agora não esquecem que eu estou aqui... elas fluem, faz até quem nunca me escutou... escutar... e ainda dizem... ahhh vc que é a poetisa eu que não entendo nada! Mas digo: sou apenas a aprendiz daqueles que leio, você é uma delas! bjs


Enviado por Tópico
gil de olive
Publicado: 09/08/2008 20:30  Atualizado: 09/08/2008 20:30
Colaborador
Usuário desde: 03/11/2007
Localidade: Campos do Jordão SP BR
Mensagens: 5046
 Re: Pediram-me para soltar o ganso
O ganso pode sim, o que não pode e soltar a franga ne? Belo texto!


Enviado por Tópico
Tália
Publicado: 09/08/2008 20:53  Atualizado: 09/08/2008 20:53
Colaborador
Usuário desde: 18/09/2006
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2503
 Re: Pediram-me para soltar o ganso
Um texto muito pessoal, partilho contigo as tuas opções e gostos incluindo o "pilinhas" que tenho de levar para todas ao próximo encontro do Luso

Será que o Zé vai aguentar... soltem-se os gansos

Beijos


Enviado por Tópico
jaber
Publicado: 11/08/2008 18:33  Atualizado: 11/08/2008 18:33
Colaborador
Usuário desde: 24/07/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 2802
 Re: Pediram-me para soltar o ganso
como as pequenas coisas podem ser fonte de alegria e prazer...
mas atenta k de vez em quando além de soltá-lo é preciso afogá-lo e o tal "pilinhas" de k falam dá sempre uma ajuda...rs
Bjs


Enviado por Tópico
Andy
Publicado: 13/08/2008 19:26  Atualizado: 13/08/2008 19:26
Colaborador
Usuário desde: 01/08/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2165
 Re: Pediram-me para soltar o ganso
...mais do que o ganso Carolina, soltou as coisas simplíces da vida, aquelas que no fundo nos preenchem e completam!
...e essa "coisa" que a Carolina não "consegue" definir é escrita sim ...a verdadeira escrita será sempre simples, feita de sentimentos sinceros, é o tal alivio por poder confidenciar.
...e foi doce este seu escrito, gostei imenso.