https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Alegria : 

Terno Retorno

 
Tags:  amor    Encontros    desncontros  
 
Fiz-me à vida
Dei-me por vencida
Falta de engenho e arte
Ou maledicência por sorte?

Fiz-me à vida de esperança
Leve que nem uma criança
Senti que ainda havia Sol
Por detrás da melancolia

Fintei toda esta agonia
Certa que o Sol se abria
Renasci por um dia
Com a força da alegria

Leve que nem passarinho
Dei-me toda em carinho
Primou o contentamento
Ao regressares ao ninho

Meu bem, por bem
Maledicência resolvida
Devolveste-me a vida
De amarguras vencida


Juve

 
Autor
juvepp
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1162
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
17 pontos
9
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Vera Sousa
Publicado: 16/10/2008 19:40  Atualizado: 16/10/2008 19:40
Membro de honra
Usuário desde: 04/10/2006
Localidade: Amadora
Mensagens: 4100
 Re: Terno Retorno
Um terno retorno e a alma leve, como o poema

Beijinhos

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 16/10/2008 20:08  Atualizado: 16/10/2008 20:08
 Re: Terno Retorno
Se existe retorno, existe esperança...seu poema passa uma leveza de alívio de alma!! adorei ler.

bjs daqui.


Enviado por Tópico
Tânia Mara Camargo
Publicado: 16/10/2008 22:03  Atualizado: 16/10/2008 22:03
Colaborador
Usuário desde: 11/09/2007
Localidade:
Mensagens: 4263
 Re: Terno Retorno
uma poema belo onde fulgura a esperança
com todas as letras, amei! Beijos!

Enviado por Tópico
Carol-ol-ol
Publicado: 19/10/2008 20:48  Atualizado: 19/10/2008 20:48
Participativo
Usuário desde: 15/10/2008
Localidade:
Mensagens: 43
 Re: Terno Retorno
Lindo demais!

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 20/10/2008 16:58  Atualizado: 20/10/2008 16:58
 Re: Terno Retorno
Adorei o teu retorno...ainda bem que voltas com um belo poema.

Beijo

Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 20/10/2008 17:04  Atualizado: 20/10/2008 17:04
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 12085
 Re: Terno Retorno
Lindo retorno...

Fiz-me à vida de esperança
Leve que nem uma criança
Senti que ainda havia Sol
Por detrás da melancolia



Beijos

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 20/10/2008 18:21  Atualizado: 20/10/2008 18:21
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5064
 Re: Terno Retorno
Bonito poema melancólico num retorno ao epogeu.
Gostei.

Enviado por Tópico
Garrido
Publicado: 01/12/2008 20:49  Atualizado: 01/12/2008 20:49
Muito Participativo
Usuário desde: 26/04/2008
Localidade: PORTO / AVEIRO
Mensagens: 94
 Re: Terno Retorno
Um apoio num cliché: enquanto há vida há esperança, diz o povo, e desengane-se quem pensa que a sabedoria do povo não é efectiva. De facto, é ela que nos ampara até à vitória sobre as amarguras. Um belo poema, a despertar a tenacidade para continuar. Parabéns!