https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Face a Face

 
Sussurra-me ao longe
Um vento do oriente inquietante …
- Para onde vás?
- Não sei, digo baixinho
Vem por aqui, diz-me cantando
- Não sei se vou por aí
- Seria bom que viesses,
há prodígios ignotos
- Custa-me ir por aí
- Vem
Há um Sol incandescente
Milagres, de um só dia
- Talvez sim …
- Vem
- Não. Não. Não vou por aí,
Não procuro glória
- Não sei que haverá por mal,
um pouco de fantasia?
De êxtases, tu viverias…
- Já disse, não vou por aí,
Não quero glória,
apenas o dia-a-dia
- Vem …
Já disse, não vou por aí
Sigo-me apenas
A mim me escuto
E sei, que não vou por aí
Difícil aceitares, nada querer de ti?
Maldita Cocaína
Não me deixas livre,
Nem um único dia

(Post Scriptum: inspirado em José Régio, "Cântico Negro".


Juve

 
Autor
juvepp
Autor
 
Texto
Data
Leituras
675
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.