https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

Quero-te, veneno de mim

 
Tags:  amor    ternura    veneno  
 
Open in new window
















Imagem retirada da Google


Quero-te sol, lua, terra
quero-te a ti, veneno de mim
lágrimas pérolas dosificadas
que resvalam suavemente
pela face outonal
renascido por ti primavera
só por ti flor do meu jardim
raiva existencial racional de ti
que suaviza em mim
nestes caminhos lamacentos
de uma alma camuflada
sem sul, leste ou oeste
só norte em ti
ternura de mim
incontrolável
de ser assim por ti
sem ouro, sem prata
como um tesouro lançado
ao vento num afago persistente
liberto de mim.

Escrito a 22/10/08


 
Autor
Liliana Jardim
 
Texto
Data
Leituras
1057
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
9 pontos
9
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Tânia Mara Camargo
Publicado: 22/10/2008 00:42  Atualizado: 22/10/2008 00:42
Colaborador
Usuário desde: 11/09/2007
Localidade:
Mensagens: 4263
 Re: Quero-te, veneno de mim
Que doce veneno! Fantástico poema Liliana!
Beijos!

Enviado por Tópico
eduardas
Publicado: 22/10/2008 00:43  Atualizado: 22/10/2008 00:43
Colaborador
Usuário desde: 19/10/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 3731
 Re: Quero-te, veneno de mim
Liliana,

Mágoa sentada em ti, qual palavra de vento...
És maga de palavras...metafisica em ti!

Eduarda

Enviado por Tópico
LuisaMargaridaRap
Publicado: 22/10/2008 00:52  Atualizado: 22/10/2008 00:52
Colaborador
Usuário desde: 19/08/2008
Localidade: Portalegre - Alentejo
Mensagens: 1512
 Re: Quero-te, veneno de mim
Liliana,

Veneno que palpita e ondeia,

Muito bem conseguido este seu poema, parabéns!

beijinhos


Luisa Raposo

Enviado por Tópico
mim
Publicado: 22/10/2008 10:56  Atualizado: 22/10/2008 10:56
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2008
Localidade:
Mensagens: 2858
 Re: Quero-te, veneno de mim
Quero-te, veneno de mim
raiva existencial racional de ti
que suaviza em mim
nestes caminhos lamacentos
de uma alma camuflada

Liliana lindas tuas palavras...poetisa!
Beijinhos

Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 22/10/2008 12:39  Atualizado: 22/10/2008 12:39
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11186
 Re: Quero-te, veneno de mim
O teu veneno é tão doce, minha linda.
Escreves divinamente, Lili.
Um beijinho
Nanda

Enviado por Tópico
deusaii
Publicado: 23/10/2008 14:02  Atualizado: 23/10/2008 14:02
Super Participativo
Usuário desde: 08/10/2008
Localidade: Madeira
Mensagens: 174
 Re: Quero-te, veneno de mim
muito bonito... muito suave...

Enviado por Tópico
GlóriaSalles
Publicado: 23/10/2008 22:58  Atualizado: 23/10/2008 22:58
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2008
Localidade: Flórida Pta-SP
Mensagens: 2514
 Re: Quero-te, veneno de mim
"como um tesouro lançado
ao vento num afago persistente
liberto de mim."

Lindo demais!!!!!!!!!!

Meu beijo

Open in new window

Enviado por Tópico
Magui Jay
Publicado: 25/10/2008 01:50  Atualizado: 25/10/2008 01:50
Participativo
Usuário desde: 25/08/2007
Localidade:
Mensagens: 35
 Re: Quero-te, veneno de mim
Porque será que adorei ler estas palavras hoje, agora? Em que duas estações tão opostas, mas as mais eqilibradas tomam conta do estado da tua alma... e que ainda assim desnorteada e sem nada, ainda subsiste um abraço infinito...que se lança ao vento... por alguém...

Inefável forma de se escrever...

Belissimo Poetisa!

Um Beijo...

Enviado por Tópico
FátimaAbreu
Publicado: 25/10/2008 22:24  Atualizado: 25/10/2008 22:24
Colaborador
Usuário desde: 11/06/2008
Localidade: Maricá, RJ
Mensagens: 2395
 Re: Quero-te, veneno de mim
QUERIDA LILIANA: UMA OBRA DE ARTE ESSE TEU POEMA, AMIGA! BEIJOS, COM CARINHO...