https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

Memórias...

 
Guardo em caixas, caixotes, malas e malotes todas as poucas recordações com que fico desta casa. Olho fotografias da minha feliz infância e, melancolicamente, verifico que o tempo já marcou o meu rosto com rugas. Recordo os quadros que via em casa dos meus pais e que agora apenas vejo nas fotografias. Arrumo as minhas louças e com elas os jantares que dei nesta casa. Que alegria quando juntava os meus amigos em grandes jantaradas. Descubro também, escondida nos armários, a colecção de jarras de minha mãe e que herdei. "Que alegres lembranças tenho!" penso. O toque dos lençóis de linho quando era pequeno, a imagem de meu pai sempre autoritário, as visitas... Tinha uma alegre e preenchida vida em pequeno. Agora sonho entre lembranças e o mundo...são sonhos de escritor.

Tocam à porta. Rasgo á pressa escritos meus amarelecidos pelo tempo. Esperem por favor...já vou...

 
Autor
Baguera
Autor
 
Texto
Data
Leituras
914
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Junior A.
Publicado: 12/05/2006 15:33  Atualizado: 12/05/2006 15:34
Colaborador
Usuário desde: 22/02/2006
Localidade: Mg
Mensagens: 894
 Re: Memórias...
As vezes nos ponderamos em tentar definir o que mais nos traz um sentido de gratidão a vida,vive-la ou ter a graça de recorda-la.
Mais que bueno
Excelente
Parabéns poetisa