https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

Frequência

 
Ao teu redor sinto
que me encontro.
Sei que nesta frequência
te apanho nítida.
O teu sinal é puro
e corres rápido.
Porém, vem devagar
que a pressa não te leva longe.

30 de Abril de 2009


© Gonçalo Lobo Pinheiro

 
Autor
glp
Autor
 
Texto
Data
Leituras
433
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 30/04/2009 16:24  Atualizado: 30/04/2009 16:24
 Re: Frequência
Essas palavras foram muito bem elaboradas para levar o leitor a pensar do que esta a falar...

O que será?

Só quem lê com a alma e coração pode sentir e visualizar esse sentimento que transcede alem dessas palavras!

Parabens!

Belo!

Bjs

Rosa

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 01/05/2009 00:30  Atualizado: 01/05/2009 00:30
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5064
 Re: Frequência
Há saborear tudo, lentamente...
Assim se valorizam mais as coisas que gostamos.

Gostei.
Bjs

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 06/05/2009 01:13  Atualizado: 06/05/2009 01:13
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: Frequência
Venha devagar pois a vida não tem pressa de acontecer...
Gostei da leveza desse poema.
Beijos