https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Uma serenata

 
Tags:  noite    luar    Cachoeira  
 


Quando ao anoitecer a lua se levanta
E ilumina as montanhas e a mata
Lembro-me de uma linda serenata
Que um dia eu fiz para aquela santa

Sentia-me como um rico magnata
Nos tempos que a felicidade era tanta
Agora esta pessoa não me encanta
Por se tornar uma tirana e ingrata

Para esquecê-la eu canto ao luar
Sei que aquela noite não vai voltar
E no violão eu afogo minhas mágoas

A cachoeira ainda está a murmurar
E a minha lembrança vai continuar
Enquanto o ribeirão rolar suas águas.

jmd/Maringá, 08.05.09



verde

 
Autor
João Marino Delize
 
Texto
Data
Leituras
955
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
SilviaReginaLima
Publicado: 08/05/2009 21:35  Atualizado: 08/05/2009 21:35
Colaborador
Usuário desde: 23/04/2009
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 816
 Re: Uma serenata
alo poeta ***** como vai? Um poema sensível emuito sonoro _ bom de se ler. Um beijo azul