https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Depressão

 
Tags:  vida    tristeza    melancolia  
 
Depressão



Ela passa tão pálida triste, absorta
Que todos a contemplam com piedade
E dizem:- ”Parece que está morta”
Não esboça nenhum gesto de vaidade

E assim vai caminhando pela cidade
Durante o dia trabalha na repartição
À noite ela vai estudar na faculdade
E continua levando a vida sem ambição

E o que importa toda essa tristeza
Quem a vê não entende sua frieza
Que vem da alma e no seu jeito de ser

Ela vai seguindo assim eternamente
Com dor em sua alma quase dormente
Com sua cruz que levará até morrer.

jmd/Maringá, 15.05.09


verde

 
Autor
João Marino Delize
 
Texto
Data
Leituras
912
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
SilviaReginaLima
Publicado: 15/05/2009 15:42  Atualizado: 15/05/2009 15:42
Colaborador
Usuário desde: 23/04/2009
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 816
 Re: Depressão
alo poeta
*************
como vai? ** há pessoas que nascem assim.. com esplim na alma.. carregam uma nostalgia delas, íntima e sem solução *******poema sensível **Um beijo azul com saudades ...

Enviado por Tópico
MALUBARNI
Publicado: 15/05/2009 16:32  Atualizado: 15/05/2009 16:32
Da casa!
Usuário desde: 09/05/2009
Localidade: Viila Nova de Gaia
Mensagens: 294
 Re: Depressão
Olá João,depressão realmente tem uma face amarga.Quem já a viveu sabe bem disso.Teu poema é triste e belo, e constata uma realidade.Bjs.Malu