https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Horas tardias da noite

 
Horas tardias se esfumam…
não sei se
por magia ou negrura
do desenrolar deste tempo.

Mostras do cansaço
saturam
no rasgo de mais uma noite,
acumulado nas mentes
que aturam.

Horas sombrias se desvanecem…
num corolário da agrura,
tristes pedaços da vida
em nostálgica cena,
num misto de verdura.

Mescla de episódios sofridos,
numa vivência vivida…
recortes por demais esbatidos
de um golpe sem ferida.

Horas que passam por nós,
num tempo que já o não tem…

Horas que não servem
a ninguém!...


António MR Martins
Tem 12 livros editados. O último título "Juízos na noite", colecção Entre Versos, coordenada por Maria Antonieta Oliveira, In-Finita, 2019.
Membro do GPA-Grupo Poético de Aveiro
Sócio n.º 1227 da APE - Associação Portugues...

 
Autor
António MR Martins
 
Texto
Data
Leituras
690
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
18 pontos
10
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
mim
Publicado: 07/06/2009 02:21  Atualizado: 07/06/2009 02:21
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2008
Localidade:
Mensagens: 2858
 Re: Horas tardias da noite
Não é preciso dizer mais nada, estou a declamar em pé e com um ar sério!
Estas horas tardias que se acumulam num maravilhoso poema.

Beijocas para vocês

Enviado por Tópico
Fhatima
Publicado: 07/06/2009 04:01  Atualizado: 07/06/2009 04:01
Colaborador
Usuário desde: 12/02/2008
Localidade: Joinville - SC
Mensagens: 3389
 Re: Horas tardias da noite
Olá Antonio,

Poema nostálgico e belo!

Parabéns

Fhatima

Enviado por Tópico
GlóriaSalles
Publicado: 07/06/2009 04:36  Atualizado: 07/06/2009 04:37
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2008
Localidade: Flórida Pta-SP
Mensagens: 2514
 Re: Horas tardias da noite
Da forma sublime como escreves,
só podes mesmo encantar, poeta amigo.
Frases curtas, palavras escolhidas
e rebuscadas para cada momento.
O que te posso dizer é que cada vez
que venho a este teu espaço aprendo sempre.

Beijinho.
Open in new window

Enviado por Tópico
(re)velata
Publicado: 07/06/2009 09:31  Atualizado: 07/06/2009 09:31
Colaborador
Usuário desde: 23/02/2009
Localidade: Lagos
Mensagens: 2181
 Re: Horas tardias da noite
Linda descrição das noites sombrias insones em que as memórias nos despertam.

Gostei muito!

Um beijo

Enviado por Tópico
celiacc
Publicado: 07/06/2009 10:19  Atualizado: 07/06/2009 10:19
Colaborador
Usuário desde: 27/12/2008
Localidade: Setúbal - Portugal
Mensagens: 2392
 Re: Horas tardias da noite
Nas horas tardias da noite chega sempre a amrgura e a nostalgia vem junta," horas que não servem a ninguém" e que o António descreve como ninguém tornamdo-as numa lindíssima poesia.

beijinho
célia

Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 07/06/2009 10:21  Atualizado: 07/06/2009 10:21
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8225
 Re: Horas tardias da noite
Todos temos horas assim de tédio. ou de não fazer nada... Gostei. Abraço

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 07/06/2009 10:38  Atualizado: 07/06/2009 10:38
 Re: Horas tardias da noite
São horas de tempo lento, cansadas e doridas.
Belo poema, Parabéns,

Abraço

Paulo Galvão

Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 07/06/2009 12:26  Atualizado: 07/06/2009 12:26
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 12083
 Re: Horas tardias da noite
Horas que inspiram a poesia como esta, soberbo poema.

Beijos

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 07/06/2009 22:05  Atualizado: 07/06/2009 22:05
 Re: Horas tardias da noite
Um poema com encanto, muito encanto!

Abraço

Enviado por Tópico
mariamateus
Publicado: 15/06/2009 12:59  Atualizado: 15/06/2009 13:00
Da casa!
Usuário desde: 16/04/2009
Localidade: Vila Nova de Gaia..Porto
Mensagens: 452
 Re: Horas tardias da noite
Horas que passam por nós,
num tempo que já o não tem…

Horas que não servem
a ninguém!...

Olá,António

Afinal estas horas serviram
para este seu interessante,poema.
Gostei

Abraço