https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

RODINHA26-SONETO DE AMOR (MARMELADA)

 
Na hora de lanchar atraquei
Meti a mão no cesto (violação)
E duas tristes palavras tirei:
O ele e o ela que poisei no chão

Misturaram-se os dois
Um e outro davam nó
Para um pouco depois
Um e outro ser um só

E o amor misturado na areia
E movediço até à exaustão
negava o mito da razão

Estavas embrulhada numa teia
De lua cheia molhada
Óh minha marmelada<br />




A viagem continua. Invocação das tágides numa ode ao amor

...................................................................................................
Desculpem voltar a publicar este poema mas é a próxima página do livro que ora publico. Foi o primeiro poema (experimental) cá no luso e teve honras de poema mais lido. Não volta a acontecer, mas pelo certo, quero manter a publicação fiel ao manuscrito.


O homem antes de ser o ente do ser é o ser do-ente

Livros:

Quase um Livro:
www.rodinha26.blogtok.com
Coisas da escrita:
www.avkd.blogtok.com
Um tratado:
www.gov.blogtok.com

Projectos Web:
Um Portal:
ww...

 
Autor
JSL
Autor
 
Texto
Data
Leituras
705
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 12/06/2007 23:17  Atualizado: 12/06/2007 23:17
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14967
 Re: RODINHA26-SONETO DE AMOR (MARMELADA) p/ JSL
Querido poeta

Encontrei aqui um encanto
de poema bem inspirado e
de marmelada somente o doce
Adorei...Parabéns...

Beijinhos no coração