https://www.poetris.com/

 
Textos deste autor
Offline
IsabelRFonseca
O HOMEM
O HOMEM O homem vive escravizado e parece que gosta Na origem das capacidades ainda não realizad...
Enviado por IsabelRFonseca
em 18/11/2015 12:33:47
Textos deste autor
Offline
IsabelRFonseca
VERDADEIRO SILÊNCIO
Sem fingimentos em ser verdadeiro Começo sempre pelo meu silêncio Quando quero construir palavras...
Enviado por IsabelRFonseca
em 06/11/2015 19:15:56
Textos deste autor
Offline
IsabelRFonseca
AMOR DE FRUTOS VERMELHOS
AMOR DE FRUTOS VERMELHOS Amo-te agora, depois, logo, sempre Entre os frutos vermelhos do bosque...
Enviado por IsabelRFonseca
em 03/09/2015 12:44:26
Textos deste autor
Offline
IsabelRFonseca
NADA PERTENCE
NADA PERTENCE Nada me dói mais do que a própria dor Nada me pertence nesta maldita terra Nada me...
Enviado por IsabelRFonseca
em 06/05/2015 10:28:24
Textos deste autor
Offline
IsabelRFonseca
"ENIGMÁTICO "
"ENIGMÁTICO" Suspiro enigmático Vejo-te no meu pranto E não me espanto Sou sombra, sem...
Enviado por IsabelRFonseca
em 08/07/2014 18:07:07
Textos deste autor
Offline
IsabelRFonseca
"ALMA DOCE"
"ALMA DOCE" Procuro em ti Um pedaço de mim Nas Silvas Que entram na minha alma Cheias ...
Enviado por IsabelRFonseca
em 28/05/2014 20:09:35
Textos deste autor
Offline
IsabelRFonseca
"VENTOS NOSTÁLGICOS"
"VENTOS NOSTÁLGICOS" Noites vazias Ventos nostálgicos Tempestade sombrias Sopram ao ou...
Enviado por IsabelRFonseca
em 15/05/2014 12:37:39
Textos deste autor
Offline
IsabelRFonseca
TAÇA DE VINHO
Desejo um amor que seja doce Doce como uma taça de vinho Que ao prová-lo Eu possa sentir a sua a...
Enviado por IsabelRFonseca
em 01/04/2014 10:37:33
Textos deste autor
Offline
IsabelRFonseca
"SÃO ROSAS ROSAS"
"SÃO ROSAS ROSAS" As rosas nas minhas mãos São como as saudades de amor Cartas escrit...
Enviado por IsabelRFonseca
em 11/03/2014 16:16:36
Textos deste autor
Offline
IsabelRFonseca
"Ó SILÊNCIO"
"Ó SILÊNCIO" Ó silêncio ensurdecedor Que me impede de ouvir o meu interior Ó momentos...
Enviado por IsabelRFonseca
em 15/12/2013 21:10:31
Textos deste autor
Offline
rosafogo
Restam as pedras que piso
RESTAM AS PEDRAS QUE PISO Dou meia dúzia de voltas Tal qual como um pião Pouso sobre o papel a m...
Enviado por rosafogo
em 09/11/2009 17:52:43
Textos deste autor
Offline
rosafogo
Deixo a porta aberta à saudade
Dou meia dúzia de voltas Tal qual um pião! Pouso sobre o papel a mão E ficam à mercê palavras sol...
Enviado por rosafogo
em 03/10/2009 18:31:50
Textos deste autor
Offline
Ibernise
ENTRE VISTAS (Inédito!)
<div><embed src="http://widget-31.slide.com/widgets/slideticker.swf" type=&quo...
Enviado por Ibernise
em 20/06/2009 03:37:59
Textos deste autor
Offline
Batista
Por vezes, tento escrever com palavras
Por vezes, tento escrever com palavras Que meio mundo desconhece Palavras como ostro, Égido, éfet...
Enviado por Batista
em 28/05/2008 20:56:43