https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Niilista

 
Podia-se ver somente os olhos no negro buraco da noite. 
Sentimento fleumático de liberdade plena em seu
pequeno mundo  de  sanidade mental. 
Sentou-se no seu medo, cortou um generoso pedaço de felicidade.
Sorveu aquele doce paladar de vitória. 
A saliva desceu na garganta e percebeu que a fase do engolir seco 
havia acabado.
Respirou fundo e um ar gelado percorreu-lhe as narinas como se tivesse um
halls na boca. 
Mastigou um pouco de esperança cuspindo o excesso. 
Em busca da total liberdade, jogou-se do precipício abraçando nuvens.
Sem alsa delta.




Open in new window


.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•`*´ Gabi.♥


 
Autor
GabrielaSal
 
Texto
Data
Leituras
1069
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
19 pontos
3
4
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Nininha
Publicado: 11/07/2016 21:48  Atualizado: 11/07/2016 21:48
Colaborador
Usuário desde: 14/04/2016
Localidade:
Mensagens: 1717
 Re: Niilista P/ GabrielaSal
Olá GabrielaSal;
Que bom ver-te por aqui! Sempre gostei da tua escrita!!
É preciso ter sempre esperança, nem que seja no olhar!
Obrigada por partilhares
Beijinho
Felisbela

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/07/2016 11:08  Atualizado: 12/07/2016 11:08
 Re: Niilista
São poesias desta magnitude que deixam esse site mais florido.

Parabéns!

Um abraço,

Anggela

Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 12/07/2016 11:26  Atualizado: 12/07/2016 11:26
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12514
 Re: Niilista P/GabrielaSal
É no bom tempero que está o sabor aprimorado e gostoso, sal e açúcar q/b. Bonito poema! Vólena