https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de Rodrigo Barcellos

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de Rodrigo Barcellos

Perdido

 
Eu sou aquele que não é.
Um doido que busca a sabedoria
Ou um rapaz sem sorte
Que procura o respeito a si mesmo
E que nem o caminho de casa
Consegue encontrar.
 
Perdido

Meu Bem Querer

 
Meu Bem Querer

Sinto um vazio no peito.
Tenho vontade de chorar.
E choro sem medo.
Do lado de fora
Tudo “parece bem”,
Mas por dentro,
Sinto um vazio no peito.
Mas preciso ser forte
Para continuar a caminhada
E passar pelos obstáculos
Que estão obstruindo a minha passagem.
Sinto-me forte quando penso em ti,
No teu sorriso e em tudo mais
Que lembre a tua pessoa.
Ao teu lado, sinto-me muitíssimo bem.
És meu bem querer e minha alegria.
 
Meu Bem Querer

Vasos Quebrados

 
Em pensamentos diversos
Coisas boas e ruins.
Apenas lembranças
Das minhas andanças.

Lembro-me de muitos casos
De ter quebrado alguns vasos
Vasos de carne e osso
Que joguei dentro do poço.

Agora,
Estou com saudade de pessoas
Que partiram
E magoado com pessoas
Que mentiram.
 
Vasos Quebrados

Pessoas Sem Vida

 
O sabor da amargura
Está no cheiro repugnante
Do barulho inaudível
Sussurrado aos berros
Pela empáfia submissão
De pessoas sem vida
E impassível a todos os
Gestos humanos.
 
Pessoas Sem Vida

O Hino Nacional e o Cachorro

 
Um brado latido
De igualdade e diferença.

Um brado latido
De indiferença e desigualdade.

Estranho isto?
Não.

Apenas um cachorro
Ouvindo o Hino Nacional.
 
O Hino Nacional e o Cachorro

Ouvinte

 
Na calada da noite
Ouço vozes
Que gritam sussurros.
Na calada da noite
Ouço gritos
De vozes sussurrantes.
Na calada da noite
Ouço sussurros
De vozes gritantes.
 
Ouvinte

Saber Amar

 
Saber Amar

Sempre há solução
Para o que sentimos,
Pois a pior viagem do mundo
É não saber amar nem viver.

Então, quando chegar a hora
E nos espinhos do tempo
Te machucares,
Lembres daquelas
Pequenas coisas
Que mostram o caminho
Da cura.

Digas então,
Se já não é hora de mudar
E aprender a arte de amar.
 
Saber Amar

Cabelos ao Vento

 
Em pálidas esperanças
Nossos olhos
Trocaram pensamentos.
Com um grito áspero
Tentamos dizer
Palavras douradas.

São duras as recordações
Daquela noite triste...

Que, com um sorriso amarelo.
Ao tentar ouvir
Seus cabelos ao vento
Amarrei minha ilusão.
 
Cabelos ao Vento

Costume

 
Quem se apresenta?
Podes vir. Não tenhas medo.
Hás de te acostumar com isso.
Porque há pessoas que te querem bem.

Por que te iludes?
Tudo se acaba.
Isso te incomoda?
A mim não.

Queixas-te sem razão
Porque há pessoas que te querem bem.

Não me arrependo do que fiz.
Aqui sinto-me bem.
Quando estávamos juntos,
Tudo fiz para te agradar.
Mas agora, continuo a esperar-te
E, se vieres,
A viagem te animará.

Hás de te acostumar com isso.
Porque eu já me acostumei
Aqui embaixo da terra.
 
Costume

Vida Sem Volta

 
Nas voltas que a vida dá
Muitas voltas eu dei
Mas sem sair do lugar.
E pelo caminho sem volta
Tentei voltar pela estrada
Sem chão.
Assim, parei em lugar nenhum.
 
Vida Sem Volta