https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de PêPinto

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de PêPinto

Conquista-me

 
Conquista-me
 
Numa sombra branca,

Cintilas inquieta na orla da paixão,

Nem certa nem incerta

Oscilando nas nuvens da perfeição.



Vestes um manto de alegria,

Vigias o som do meu ser

A cada sopro de amanhecer.

Entras no meu mundo,

A cada sorriso a florescer.



Agora cá dentro,

Não te deixo partir,

Será vingança,

Escravidão submissa ao amor?



Supera-me, surpreende-me,

Exalta-me, derrete-me,

Excita-me, combate-me.

Conquista-me.

Ano 2009
 
Conquista-me

Silêncio Triste

 
Silêncio Triste
 
Um muro de jardim,
Separando duas mentes
Mergulhadas na escuridão da tristeza,
Separando o amor,
Separando a esperança.

Palavras que se baralham
No esperado e inesperado,
Deixando-se vaguear
Pelo imenso mundo de desgosto.

Encontrando no fundo
Da noite mais forte,
Uma luz de força
Para aguentar
As palavras que não passam
Dos muros
Dos seus pensamentos.

Rodeadas de palavras e sentimentos,
Embrulham-se no labirinto da solidão.

Duas pessoas perdidas no silêncio,
À espera de esperança
Sem saberem como.

Ano 2002
 
Silêncio Triste

Para que Serve a Vida

 
A Vida serve para destruir,
Destruir o ódio, a solidão e a crueldade
Para que elas não constem do nosso dicionário.

A Vida serve para amar,
Descobrir o lado oculto do nosso coração,
E partilhá-lo com outra pessoa.

A Vida serve para nos divertirmos,
Aproveitar o que é bom.

A Vida serve para gozar a paz,
A serenidade e a liberdade.
Não é preciso haver guerra
Para haver Paz.

Ano 2002
 
Para que Serve a Vida

Simples

 
Simples
 
Simples,

Simplesmente nos teus braços,

Simples no meu coração.

Sorte simplesmente simples.



Sortudo sempre, cada dia,

Sou contigo simplesmente,

Simples e total alegria.

Sou permanente.



Sê sempre sim,

E serei só simplesmente teu.



Para alguém muito especial
 
Simples

Do Sonho à Realidade

 
Do Sonho à Realidade
 
Num manto imenso de dor,
Avisto-te perdida nos recantos da perfeição.
Num abismo de alegria,
Rodeada de paixão.

O teu olhar trespassa-me, como uma faca,
Adoçada é certo, mas num sentimento cristalino
Procuro essa dor que me recolhe,
Num infinito genuíno.

Deixas uma marca límpida em todo o meu ser,
Imperdível e exótica
Que consome cada pétala de escuridão.

Desvaneces a solidão com um sorriso,
Apagas a tristeza do meu sopro.
Acordas-me de um sonho,
Renasces real.

Ano 2009
 
Do Sonho à Realidade

A Paz

 
A Paz
 
Foi um sonho que tive:
Um mundo sem guerra,
Um mundo sem ódio,
A paz estava no seu pódio,
E a guerra por terra.

Todas as crianças
Brincavam na sua pura infância,
Todas juntas,
Viam à distância
O pôr-do-sol.

Os campos de concentração,
Eram agora campos de diversão.
Os campos de guerra,
Eram agora campos de cultivação.

Todos davam o seu sorriso
Falavam com alegria,
Com segurança
Porque estavam no paraíso.

Mas tudo acabou,
Quando eu acordei.
Voltei à realidade,
À realidade do nosso tempo.
Que não é igual
Ao sonho que eu tive.

Ano 2002
 
A Paz

Não Quero Que Acabe Este Dia Nunca

 
Não Quero Que Acabe Este Dia Nunca
 
Mais um dia pleno

Apaixonante e sereno.

Mais um dia cheio e recheio,

Trocando o início pelo receio,



Que nunca termine sem ti,

Sem a tua doce essência

Num brando claro rubi,

De carinho profundo.



Perdura o sentimento raro,

Elementar e único.

Dádiva de algo bem superior

Rindo-se a cada raio de sol.

Olha, o dia ainda agora começou.

Parabéns.

Foto de: Turquia
 
Não Quero Que Acabe Este Dia Nunca