https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de Radiante

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de Radiante

Na tua cama...na tua mesa...

 
Na tua cama...na tua mesa...
 
Eu sou a tua melhor expectativa,
os teus momentos de amor,
a tua poesia ativa...
O resto é blefe.
Sou a luz na tua escuridão,
o calor que te abraça
na tua fria solidão.
O resto esquece.
Sou a tua comida na cama,
a água que lava no banho
e o melhor assunto da tua mesa.
Sou a tua coerência,
a roupa que veste
e a passividade da tua incerteza.
 
Na tua cama...na tua mesa...

Amamos...

 
Amamos...
 
Foste o único dos amantes,
a permanecer tanto tempo na nuvem do meu desejo.
Contigo excluí outros momentos,
e fiz do meu tempo o cálix mais doce,
o néctar mais suave, nos lábios de um rei.
Por teu beijo traí antigas recordações,
onde aprisionada estava, num tempo que nem sei...
Foste o primeiro a não se dar conta da alma que roubaste,
e com graça e magia, com o meu amor,
quantas vezes brincaste...
E ainda és aquele que chama,
e encontro-te e volto e volto sempre...
a querer-te cada vez mais.
Amamos da maneira mais diferente,
como um veleiro que se arrebenta, chocando-se suavemente,
contra o mesmo cais...
 
Amamos...

Ainda que eu falasse...

 
Ainda que eu falasse...
 
Ainda que eu falasse...
nada diria,
pois na quietude é que encontro o meu sentir.
É no silêncio que ecoa meu grito,
enquanto meus olhos se perdem
no horizonte pálido que fito.
Ainda que eu falasse...
nada diria.

Sorrio...
 
Ainda que eu falasse...

Poema de Hoje

 
Poema de Hoje
 
Hoje eu quis os versos mais singelos.
Os mais simples e doces,
os mais pequenos que fossem,
harmoniosos como girassóis amarelos.

Hoje eu quis a palavras mais bela.
Aquela que me embalasse,
que do chão, por mágica, me tirasse,
e me desenhassem numa tela.

Hoje meu poema poderia até ser mudo.
Com letras cegas e invisíveis,
mas com a paisagem leve de paraíso,
e que,sem nada dizer, me dissesse tudo.

Hoje eu quis do poema apenas um sorriso...
 
Poema de Hoje

Pessoas Mágicas

 
Pessoas Mágicas
 
Os detalhes fazem a diferença...
isso eu sempre soube,
e aquilo que não me coube
era na verdade muito igual.

Me encantam as pessoas raras,
donas de doce fala,
mas quando o coração cala
os olhos brilham como cristal...

Aquelas que, por perto,
quase ninguém possuí,
que nada e ninguém substituí
e das quais a ausência...nos faz muito mal.
 
Pessoas Mágicas

Vida Cruzada

 
Vida Cruzada
 
Tranço as palavras para fazer poesia,
tecendo com minhas letras a rede para descansar.
Sento em minhas preocupações
e ainda cruzo as pernas, só para provocar.

Não corro, sigo assim, bem devagar...
Distraído corre o fio da meia calça,
e no salão continuo a rodopiar
ao ritmo lento e suave da valsa.

Nessa espera desfiada eu vejo,
o amor iluminando a porta da entrada,
vencendo degrau por degrau,
trazendo o cristal dessa vida cruzada.

Se a vida pensa que me atinge,
eu sorrio e deixo ela assim...de molho,
pois quem a tinge sou eu
e com as cores que eu escolho.
 
Vida Cruzada

Ao teu Olhar

 
Ao teu Olhar
 
Esses teus olhos, de lírico olhar, que às vezes mudo,
me lançam verdades, em estranha linguagem,
e que sempre respondo, mandando mensagem,
deste caloroso amor, do qual tanto me iludo...

Ah, esse olhar suave, às vezes parece ser de veludo,
me dá amostras de uma linda paisagem,
mas que me evita e se oculta, deixando saudade,
apagando de mim, do que houve,...tudo!

Às vezes falta-lhe vida ou tem nele a tua alma.
E sempre que tento compreendê-lo,
foge-me a paz, aniquila-me a calma...

Pois ainda existe aqui, o medo de te perder.
Assim como o sol que ofusca as estrelas,
meio sem querer, mas em todo amanhecer...
 
Ao teu Olhar

Ode à saudade

 
Ode à saudade
 
Ah, Saudade...
Quantos poemas já te renderam,
diante do sol ou de tantas luas...
E quantas mãos já se viram sem letras,
estéreis de palavras, completamente nuas.
 
Ode à saudade

Esquecimento

 
Esquecimento
 
Contrasta com o desalinho da cama,
a arrumação impecável da cortina.
Os travesseiros no chão revelam
que adormeci em teu peito,
entregue e inocente feito uma menina.

Despertei numa realidade desfeita e crua,
e o meu coração seco...feito um árido deserto.
Em outra vida já te encontras.
E nas estradas tortuosas onde andas, esqueces,
que antes havia aqui um coração vibrante e desperto...
 
Esquecimento

Ele

 
Ele
 
Ele chegou como quem nada quisesse,
mas de tudo queria falar.
Veio sem saber como e nem pra onde ia,
mas sabia que iria gostar.
...chegou sorrindo, como se conhecesse,
e nada tinha visto antes.
Veio guiando-se pela lua apenas,
e se perdeu em olhares radiantes.
...chegou atrapalhado e inseguro,
mas soube tão forte me segurar.
Veio e na hora de ir embora,
sabíamos que queria ficar.
 
Ele

E ao chegar em casa...

 
E ao chegar em casa...
 
O vento balançou as cortinas,
dando a impressão de casa vazia.
Copos usados, poeira pelo chão...
a luz apagada deixava-me à penumbra,
e como é fria a tal da solidão...
O eco anunciava a ausência de móveis,
deixando os cômodos maiores e sem sentido.
Espelhos quebrados, a cama desfeita,
e poemas jogados aleatoriamente.
Há de existir, em outro coração, solidão mais perfeita?
 
E ao chegar em casa...

Lágrimas...

 
Lágrimas...
 
Lágrimas são o sumo da dor
quando se espreme o coração...
e as verdadeiras de amor,
são cristalinas e leves.

São sentimentos escorrendo pela face
em lembranças líquidas,
que não apagam os momentos
mesmo que tenham sido breves...
 
Lágrimas...

Regresso

 
Regresso
 
Foi o dia que acolheu os meus sonhos,
enquanto a noite só me roubava o sono.
E a luz do sol aqueceu a minha cama,
enquanto a lua permaneceu intocável e fria.
Era a lucidez que cantava ao longe,
enquanto a loucura me acompanhava
por onde eu ia.
O que me alimentou por anos
tinha gosto ruim e indigesto...
e a nuvem da saudade me devolve agora,
feito pluma suave, entregue aos teus gestos...
 
Regresso

Ah, se fosse minha a tua rua...

 
Ah, se fosse minha a tua rua...
 
Ah, se fosse minha a tua rua,
eu dispensaria os papéis,
tiraria as pedras dos meus anéis,
e cravejaria os meus poemas em teus muros.
Ah, se fosse minha a tua rua,
eu abusaria das cores vibrantes,
desenharia em letras radiantes,
as previsões que quero para o teu futuro.
Ah, se fosse minha a tua rua,
eu faria a mais linda passarela,
sairia daqui, dessa tela
e somente para teus olhos desfilaria.
Ah, se fosse minha a tua rua,
nela eu pintaria a mais bela lua,
com a beleza da minha alma nua,
e somente para te amar...eu viveria.

Ah, se fosse minha a tua rua...
 
Ah, se fosse minha a tua rua...

Magia da Poesia

 
Magia da Poesia
 
Sou pétala que cai, mas não ao chão.
Nem flutuo no vento ou alguém espalma na mão.
Sou pétala, já fiz fechado o botão,
na magia da natureza, enfeito algum coração.

Sou verso que o poeta consagrou.
Engrosso a página daquele livro que você comprou.
Sou cada linha, cada letra do poema que não acabou.
Na magia da poesia já fui lida,
nos olhos que alguém encarou.
 
Magia da Poesia

Minhas Mãos

 
Minhas Mãos
 
Ah, essas minhas mãos de tocar piano, tão leves,
que, em toques tão suaves e breves,
percorrem as teclas navegando sem medos,
brincando de ensaiar concertos inteiros,
inventando melodias em forma de alguns segredos,
são as mesmas que acariciam
que sussurram as estorinhas mais felizes,
e que, passeando pelas tuas costas,
vão desenhando poemas, com as coisas me dizes...
 
Minhas Mãos

Tempo De Saudade

 
Tempo De Saudade
 
Um relógio parado no tempo,
marca o tempo dessa minha saudade.
E o teu sorriso...num lugar qualquer,
meio que sem querer para uma outra mulher,
me deixa ver que nosso tempo acabou
sem nem começar sequer...

Meu coração entristecido,
chora uma saudade, que ajoelhada lhe afaga.
Um texto de giz numa lousa jogada
que nada diz e que ninguém apaga,
desenha o lago da saudade.
Saudade de mim, saudade de nós,
...saudade de nada.
 
Tempo De Saudade

Jogo de Dor

 
Jogo de Dor
 
Hoje posso revelar,
já que as cartas colocaste na mesa,
e na certeza do que sentes,
vou parar de jogar.

Jogavas com o nosso amor,
cantavas tão bem que nada mais eu ouvia,
e nada tinha mais beleza,
além do prêmio que eu queria.

Esse amor doeu meu peito,
e já não existe outro leito em que eu seja mais feliz.
Rabiscaste a minha vida toda
e por mais que eu te apague daqui,
ainda continuas sendo tudo o que eu sempre quis...
 
Jogo de Dor

Irreais Desejos

 
Irreais Desejos
 
Quero uma fatia do sol.
Do sol do teu dia,
espetada num garfo,
nos dentes da poesia.
Quero ela numa noite só minha.
Numa noite sem lua
e eu toda nua,
vestida de idéias.

Quero ventos embriagados,
espalhando à nossa volta
redemoinhos de desejos segregados.
Quero o teu querer desordenado
teu sôfrego beijo alucinado.
Quero teu corpo junto ao meu,
no mesmo pensamento,
profundamente plantado.
 
Irreais Desejos

Se eu morrer de amor...

 
Se eu morrer de amor...
 
Se Eu Morrer De Amor

Se eu morrer de amor,
por favor, não tenha pena de mim,
ofereça minhas cinzas à brisa,
pois eu preferi assim...
A minha vida eu vivi amando,
amando tudo, até quem não me quis.
E se porventura, eu morrer por amor,
de certa forma, estarei feliz.
 
Se eu morrer de amor...

Acima de todo céu chuvoso, nos espiam as estrelas mais brilhantes.

Radiante