Poemas, frases e mensagens de FlorMorena

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de FlorMorena

A RESPONSABILIDADE DE ESCREVER - A NÃO PROPAGAÇÃO DO ÓDIO

 
A RESPONSABILIDADE DE ESCREVER - A NÃO PROPAGAÇÃO DO ÓDIO
 
LEMBREM-SE QUE:

Todos temos a RESPONSABILIDADE
DO QUE ESCREVEMOS,
Isto não tem controle
e suas consequências
Podem levar
A um crime
(INDUZIMENTO AO SUICÍDIO)

e cada um responde por SI só.
ainda que se façam incógnitos
existe o IP.

O silêncio também é resposta,
por detrás dele há pessoas AGINDO.

... Sabemos que isto, não tem nada haver
com a LIBERDADE DE EXPRESSÃO.

Lígia

O induzimento ao suicídio é um crime previsto no artigo 122 do Código Penal Brasileiro e é classificado como um crime contra a vida, que consiste no açular, provocar, incitar ou estimular alguém a suicidar-se ou prestar-lhe auxílio para que o faça.

Induzimento ao suicídio é a criação de propósito inexistente, ou seja, a pessoa que se suicida e que não tinha essa intenção ou objetivo inicialmente.

Esse crime é consumado com o efetivo suicídio ou resultado lesão corporal de natureza grave.

Segundo posição majoritária, não é admitida tentativa, visto que: - Induzimento com resultado morte, aplica-se art.122, forma consumada (2-6 anos) - Induzimento com resultado lesão corporal grave, aplica-se art.122, forma consumada (1-3 anos) - Induzimento sem produção de resultados (fato atípico). Origem: http://pt.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia:P%C3%A1gina_principal
 
A RESPONSABILIDADE DE ESCREVER - A NÃO PROPAGAÇÃO DO ÓDIO

Cada um só dá o que tem - Da banalização da vida

 
Cada um só dá o que tem - Da banalização da vida
 
Imagem google:

.Como posso querer que um grito sobre a vida humana seja ouvido?

- se a maioria não ouve,
e banaliza a Vida?

.Como posso querer a paz mundial?

- se muitos não olham para dentro de si mesmo?
e tão pouco pensa ou ajuda o seu próximo?

. quem quer saber da agonia que acarreta o outro?
-Se muitos não dão conta da sua própria agonia?
E pior
cada dia faz um tema, uma cena.
Um poema, um filme da desgraça alheia.

E cadê a centelha do amor fraternal?

Para refletir:
- Somente espero que estas pessoas
(que banalizam a vida) nunca tenham suas vidas envolvidas por notícias aterrorizantes
(com vídeos youtube de um suicida)
e seus nomes citados pela boca do "finado"
por que aí já foiiiiii!

É o que sobrou?
depois ter que assumir
as consciências dos seus atos
por sua falta de amor ao próximo
-Foi um processo e a condenação
(dependendo do juiz hoje os prints
e vídeos postados na internet são provas validas ):
O seu nome escrito nas páginas de um jornal, que circula como notícias em seu (suicídio moral)
as pessoas vendem e compram jornais e jogam num canto qualquer (ou fazem de tapete em seus caros)e aí quem estava sorrindo, banalizando a vida.

- Não passará de uma mera estatística.

Isto vale para pobre ou rico,
que terá que gastar muito para um advogado te defender
(ou ir para as filas das Defensorias Publicas).
Somente o que tenho a dizer é que com toda certeza vai ter que MUITO GASTAR,
com os seus DEGREDOS E MEDOS
(guardados em sua consciência latejante, porque ninguém,
nem advogados,
nem juízes,
nem promotores,
nenhum MEU DOUTOR
vai poder TE TIRAR desta PRISÃO ).

PERGUNTAS QUE NÃO QUEREM CALAR!

QUANTOS CLICKS VALEM
A BANALIZAÇÃO DA VIDA?!

E QUANTOS CLICKS VALEM
A VALORIZAÇÃO DA VIDA?!

CROO MÂÂT MÂÂT
(Justiça e Verdade prevalecerá)

FlorMorena
 
Cada um só dá o que tem - Da banalização da vida

Que tal, um gole de alegria?

 
Que tal, um gole de alegria?
 
Vida dedicada em floresta rara
adocicada pela luz dos teus olhos
buscando beber a felicidade
em goles de alegria escrevendo
e lendo poesia.

Que tal,
um gole de alegria?

FlorMorena
 
Que tal, um gole de alegria?

Florens

 
Florens
 
Giram os ponteiros e o relógio do tempo
Indicam os teus olhos e sorriso
Lindos que penetram em meu peito
Sorriso que aquece minha vida
Olhos que reluzem o meu céu
Nós e o verbo a conjugar

Dentro do universo a colher
Amor é o que tenho pra você

Mar dos desejos
A esmo quero contigo navegar
Temos o tempo todo,
Todos os meus dias penso em você
A vida me ensinou a te querer.

Mergulho em teu sorriso.
 
Florens

Da grande página aberta do teu corpo - Poeta: Antonio Ramos Rosa

 
 
Da grande página aberta do teu corpo
Da grande página aberta do teu corpo
sai um sol verde
um olhar nu no silêncio de metal
uma nódoa no teu peito de água clara

Pela janela vejo a pequenina mão
de um insecto escuro
percorrer a madeira do momento intacto
meus braços agitam-te como uma bandeira em brasa
ó favos de sol

Da grande página aberta
sai a água de um chão vermelho e doce
saem os lábios de laranja beijo a beijo
o grande sismo do silêncio
em que soberba cais vencida flor

António Ramos Rosa
in Antologia Poética
Selecção de Ana Paula Coutinho Mendes
 
Da grande página aberta do teu corpo - Poeta: Antonio Ramos Rosa

vai, uma taça cheia de alegria?

 
vai, uma taça cheia de alegria?
 
Depois de tanto trabalho
o merecido descanso
depois do pandemônio
vem a bonança tão desejada
a taça da alegria aquecendo a noite fria
em boa companhia.

vai uma taça de vinho?
vai uma taça de alegria?

Lígia Nascimento
 
vai, uma taça cheia de alegria?

No aconchego do nosso quarto

 
No aconchego do nosso quarto
 
No aconchego do nosso quarto vejo
a memória coberta de tudo
que há de melhor,
a imagem de um enlace flutuante
de sonhos
no linho e mantos que envolvem corpos
abraçados as lembranças que corroem
a mente liberta
do não querer mais sonhar
o beijar molhado da realidade
nua e crua
teus olhos e sorrisos ainda vivem
e viveram em mim
rodeados de desejo,
do teu aroma de vinho bom
a cada linha que escrevo
sinto o calor das tuas mãos
que passeiam nas flores cobertas
de primavera,
agora outono,
folhagem caem
e fazem tapetes de folhas pisadas
sentidas na pele
novas folhas renascem,
cobertas de sonhos em cada filete
de esperança do verde que debruça
teus olhos na janela da paixão
com o coração em lágrimas
regadas pela distancia
o querer está dentro
do nosso castelo
que em muitos anos constituímos
com nosso amor.
Hoje,
me vejo em ruas buscando
cada pedaço de nós
em restaurantes,
cafés e catedrais
onde nossas bocas
se alimentavam do querer
nutrido de amor em cada dia
vivido hoje somente
na memória das almas em orações gravadas
no corações das catedrais
Não nos libertando
dos carinhos e cuidados
do constante desejo
de ver o teu sorriso
e o verde que me espera
embevecido nas taças
da esperança e dos sonhos.
 
No aconchego do nosso quarto

Rascunho a poesia em verde oliva

 
Rascunho a poesia em verde oliva
 
[size=medium][color=0000CC]
Rascunhei algo pra te dizer nem sei ao menos se sei escrever,
somente sei que amo você num livro rabiscado de desejo.

Nesta história de sentimento não sei ser
clara como a brancura do algodão
que avermelha o carmim da poesia,
preciso do sorrir do teu olhar.

Quero debruçar na tua janela e te amar
como uma flor morena que sou.
Sim,
este poema é pra os teus olhos ver
E se desfolhar de prazer.
Rascunhei esta poesia em verde oliva
especialmente pra voce.[/size][/color]
 
Rascunho a poesia em verde oliva

No lugar onde escolhi para morar

 
No lugar onde escolhi para morar
 
Onde habito o mar não alcança
na tríade fronteira
onde a vida faz esperança
de um dia voltar a ser criança
e de alegria poder sorrir
das lembranças guardadas da infância
com o sorriso no rosto poder dormir
e novamente sonhar.

No lugar onde escolhi para morar
há um pomar
Bananeiras, pé de ata (fruta de conde), limoeiros,mangueiras,cajoeiros,
aceroleiras, mamoeiros, jabuticabeira
e muitas outras,
é um presente da natureza de Deus.

FlorMorena
 
No lugar onde escolhi para morar

Nas asas da poesia

 
Nas asas da poesia
 
Balanço imaginário
na rede dos versos secretos do amor,
me rendo as rendas de algodão
nos sonhos que um homem de desejo
sublima a vida,
em tom verde oliva me entras pela janela
e me faz balançar e rodopiar
nas asas da poesia.

FlorMorena
 
Nas asas da poesia

Gosto de quero mais

 
Gosto de quero mais
 
Desejos mil permeiam a mente
envolta do teu perfume
do teu corpo querer o meu intensamente.
Na memória a sede dos beijos roubados
no intervalo do trabalho, que
me deixam na boca
um gosto de quero mais.
Aguardando a hora certa para matar a saudade
dos anseios que nos fazem vibrar
que nos envolvem e nos encantam.

Lígia Nascimento
 
Gosto de quero mais

Castelo dos pensamentos

 
Castelo dos pensamentos
 
Saudades em gotas
orvalhando o ôfuro
do castelo dos pensamentos
a pele dourada de sol
permitindo as flores dançarem
no corpo magro da flor.
E,
dizer:
vou ali
ser feliz...
o que me diz?

FlorMorena
 
Castelo dos pensamentos

Floral de amor

 
Floral de amor
 
A vida corre em rio manso, demora
a passar as horas
vivendo em bom vinho modiscando os lábios
a lareira feita de fogo ardente no vitral
é testemunha completa
no palco o espetáculo
que encena o floral embebido do fazer amor.

FlorMorena
 
Floral de amor

flor

 
flor
 
Delinear uma flor com seus traços
Iluminando os espaços vazios.

FlorMorena
 
flor

Suavizando a vida

 
Suavizando a vida
 
Quisera eu te dizer algo
talvez importante decreto
decerto que o é força fecunda e amorosa
sou, flor aromosa que a vida exala
suavizando-a nas pétalas de um bem me quer
o elo dos sentimentos que nos envolve.

Flor Morena
 
Suavizando a vida

De forma angelical

 
De forma angelical
 
A natureza dos teus dedos
mapeia de forma angelical,
versos seja noite ou dia
como o enlevo
de um incenso aceso
Com a elegância que desfila os versos
em tuas mãos que se deleita no papel
de um refinamento ímpar
teus alvéolos respiram
a própria poesia
Como abelhas que fazem
os favos de sol
Em fino sabor teus dedos devolvem
a seiva ardente do amor.

que diz:
vou ali ser feliz.

FlorMorena
 
De forma angelical

Nuvens de um sonho

 
Nuvens de um sonho
 
 
A brisa fresca sopra o sabor do vento
trás a saudade de ti e deixa um vazio,
num flamejar dos sentimentos
viajantes de um lugar pra outro
feito nômade pensar
Um oceano distante deixando intenso
O vento a me afagar o olhar .

E contigo levaste o meu amanhecer
na areia quente da praia
te procuro na fagulha da brisa
Que suaviza a saudade
buscando a pele que há em mim
que tu deixaste ao ir em busca
do que de ti restou
fica em nos o caçador de sonhos
nidado ao luar
no ninho das asas que se refolham
na luz dos teus olhos
no estremecer das nuvens do sonhar .
 
Nuvens de um sonho

CAMPANHA DE VALORIZAÇÃO A VIDA

 
CAMPANHA DE VALORIZAÇÃO A VIDA
 
 
Imagem google
http://www.conchalemnoticias.com/cont ... uic%C3%ADdio#.VEGCvVeNBKk

PARA DIVULGAR:
no mês de setembro deu início
a campanha contra a humilhação na internet,
Devido ao alto índice de suicídio entre jovens no Brasil.

FlorMorena
 
CAMPANHA DE VALORIZAÇÃO A VIDA

Poesias...

 
Poesias...
 
O tempo me é escasso trabalho em demasia
seja noite ou seja dia,
meus compromissos são demais
ainda tenho a ousadia
de escrever algumas linhas
e ter a coragem de dizer que poesia,
para que seja um deleite
nas ondas imaginárias
do sentir
com a emoção que esparge de mim
e nem mesmo pensar que tem razão
mesmo que sejam versos de marfim
Que trago em meu doce coração.

FlorMorena
 
Poesias...

Meu vinho

 
Meu vinho
 
O quão bom é
beber-te no alvaro do dia,
tão bem é
beber-te ao despertar da noite,
o importante é,
ter-te em imensidade
na foz das veias
do ar que respiro
no mar do teu sorrir
ainda que sejas ilusão dos sentidos
no ter e não ter,
mesmo que o tenha sempre comigo
o teu olhar que tanto preciso
na taça cheia do teu sabor
que me serve de abrigo.

FlorMorena
 
Meu vinho

Quantos CLICKS VALEM A VALORIZAÇÃO DA VIDA?
e quantos valem a BANALIZAÇÃO DELA?