Poemas, frases e mensagens de Mauango

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de Mauango

Perdi um anel

 
Já se foram os dias em que vivi o amor
Na beira do mar hoje contemplo com a dor
A ventura que traz este sentir

Quem em mim olhar
Saberá que perdi o falar

Hoje sou como o agitar do mar pacato
Sou como o pranto

Perdi uma prática amável
Perdi um anel
Perdi a minha aliança
 
Perdi um anel

O menino do mar foi com o mar

 
…os ventos trouxeram-na ali e ceifaram-na a utopia
não sei se foi por uma agonia
dela sabe-se só dos fragmentos de qualquer dor no olhar
e do menino que chamou, - o menino do mar

quando falou, falou de uma peregrinação manchada na sorte
falou de uma esperança negra, e depois viajou com a morte
e o menino do mar chorou pela primeira vez na vida
chorou pela primeira vez sua mãe em partida

o mar veio com a água e baptizou seu nome
e o menino do mar viu sua vastidão em água

havia gente de coração e oração
sôfrega em dar ao menino do mar um lar
porém, abeirou naquele meio uma ondulação
e ninguém viu o menino do mar

o menino do mar foi com o mar…
 
O menino do mar foi com o mar

Antónia

 
seu olhar me confessa um omito de coisas
as vezes me parece um olhar de tristeza
outras vezes o receio de expor a sua sorte

entre o que pode ser deixa ser
porém o que não pode ser
é deixares de manifestar um sorriso
 
Antónia

EMERGIR

 
redigi um sonho meu
dei ao vento e disse: leva-o para o céu
e assim aconteceu

hoje espero, tão certo que nunca desespero
mesmo que no tempo lágrimas, eu espero
pois o sonho não é surreal, é divinal como coisas na terra
como a chuva que molha o campo na Primavera

com amor e raça, tão certo como o lavrador
todo meu corpo vai à derramar calor

e quando o céu ler meu sonho, vai se cobrir
a chuva vai cair e tudo vai emergir
 
EMERGIR

Eu tenho um pranto silencioso

 
eu tenho um pranto silencioso
mora nos versos do âmago
a aniquilar o esperar que abrigo

vejo tal pranto
no olhar casto de um puto
defendido pela graça
manifesta na sua desgraça

ignorante inocente
possuidor de um sonho humilde
repleto de certezas e incertezas
possuidor da sua humanidade
é isento como uma peça qualquer da natureza

eu tenho um pranto silencioso
esse pranto não mora só em mim
mora em quem percebe o que é sentir um fim
quando se avista com o vento que devia ser começo

se poderem entendam porque vos conto
a viver por dentro este conto
pois, sei que todos vêem
fazer talvez a minguem convém
 
Eu tenho um pranto silencioso

Quero ser o meu sonho

 
escrevo com lágrimas e com dor
a contemplar o sol se pôr
com a ousadia de estar que não tenho
com a ousadia de se revelar que não disponho

se for para que os outros reflictam
que fica a dor com os que gotejarão
porque enquanto poeta não tirarão
o grito que vós não vozeiam

eu quero ser o meu sonho
quero dar o meu punho
e na alforria de um dia
celebrar a Letícia
 
Quero ser o meu sonho

nada que vai sem medo

 
não há nada que vai sem medo
nas coisas mas duras
nas almas mas seguras
no silêncio já amedrontado

nas esquinas sem lua
o amor espreita a dor
no vento que continua
a luz não quer se expor
e nada vai sem medo

não há nada que vai sem medo
no dia que vai cedo
no olhar que não quer perder o ego
na vida de quem não quer perder o amigo

não há nada que vai sem medo
na cidade já com idade
na pessoa que contempla felicidade

não há nada, nada que vai sem medo
 
nada que  vai sem medo

mãe áfrica

 
aprendeu a sonhar
como o silêncio que aprendeu a esperar
seus filhos nos pulmões da permissão
para falar, amar as raças sem limitação

invocou no aprazível de cada um
um desejo comum
admirar,.. ò mãe áfrica
de amor e força franca

és tão bela
infinitamente bela…

és interminável
és historia e essência do homem
simplesmente amém…
 
mãe áfrica

nosso amor é constante

 
nosso amor é assim
feito de nós, não tem fim
tem cheiro do jardim

nosso amor não se quebra
tem forma de fibra
perde-se em nós

nosso amor é natural
é forte acima da moral
é você e eu e basta
nosso amor não se esgota

é tempo é vento é constante…
 
nosso amor é constante

Longe

 
Quanto se parte não é adorável olhar o olhar que fica
Parece dizer: - te quero sempre cá
Como demitir-se do útero do amor, é a sensação
E como quando se geme a dor, é a respiração

Longe…

O espaço separa os corpos, e o vento, o cheiro
As horas falecem nas horas e, nada se quero
Nada se quero senão voltar ao olhar que fica a esperar…
 
Longe

o meu amar Angola é diferente

 
o meu amar Angola é diferente
é pela natureza
porque ela é de uma enorme pureza

o meu amar Angola é diferente
não é pelo jeito que os angolanos a tratam
nem pelas ideias que a punho vozeiam

o meu a amar Angola é diferente
é pela esperança da sua real gente
é pela vontade que nunca perece
porque sei que um dia ela aparece
 
o meu amar Angola é diferente

Saramago-Homenagens

 
Passado, Presente, Futuro

Eu fui. Mas o que fui já me não lembra:
Mil camadas de pó disfarçam, véus,
Estes quarenta rostos desiguais.
Tão marcados de tempo e macaréus.

Eu sou. Mas o que sou tão pouco é:
Rã fugida do charco, que saltou,
E no salto que deu, quanto podia,
O ar dum outro mundo a rebentou.

Falta ver, se é que falta, o que serei:
Um rosto recomposto antes do fim,
Um canto de batráquio, mesmo rouco,
Uma vida que corra assim-assim.

José Saramago, in "Os Poemas Possíveis"
 
Saramago-Homenagens

como se não existisse tempo

 
como se não existisse tempo sinto apenas eu
sinto isento na ave que fixo no céu
nem vento sinto nem quem passa vejo
só vejo o que almejo neste exacto ensejo

suspiro leve por se libertar e ir pretender
pois não há quem pára essa minha permissão
criei com a própria mão, pertence ao ser
e vai tão somente com a emoção

aqui posso assistir quantas vezes chorei
o último motivo que sorri
o verdadeiro amor que senti
a pessoa especial que encontrei

o mundo aqui me obedece
o mundo aqui não se parece com o mundo
o mundo aqui se parece com o que acontece
o mundo aqui pode ser ou não o meu medo
 
como se não existisse tempo

A aurora nunca é a mesma

 
...a aurora nunca é a mesma, ainda que o sol nasce no lugar de sempre. entre o hoje e o amanhã, há um ensejo a metamorfosear o ser, e a gota que derrama pode ser chuva e no outro dia pranto. nunca se é o mesmo de emoção, há ventos que invadem o coração, e a alma tanto pode amar como derramar uma paixão.

na beira do crepúsculo um olhar a orla do mar, pode ser somente para contemplar um astro que vai ou que vem, pode ser...
 
A aurora nunca é a mesma

É lindo o amor!

 
o sol germina com alegria no olhar
no céu as aves vão longe, gozando o ar
e a vida simplesmente vai a levitar

desabrocham flores lindas no sentir
lua fado brinde a fulgir

é lindo o amor!

ao amar vive-se bem
vive somente este bem
aquele que se predispor
 
É lindo o amor!

Ser homem não é ser humano

 
O crescimento deve ser visto na perspectiva do “crescimento” humano; da construção da capacidade colectiva e individual de responder a necessidade biológica, material, intelectual e espiritual. São concepções elementares que o mundo conhece ou deve “conhecer”.
“É possível crescer e sermos nós, não precisamos ser do tamanho do mundo somente do tamanho de nós” e fazer a parte que o mundo sente falta. A humanização das nossas almas é uma questão de exercício, é como pretender aprender ou reaprender um saber e prender e empreender e, isso é um desfio do ser humana e não para do homem.
Quando diante de um ente que chora nossos olhos chorarem a mesma dor, a nossa alma vai deixar de ser homem e ser humana.
 
Ser homem não é ser humano

é da nossa essência que principia

 
é da nossa essência que principia

a convivência com o belo dia
a convivência com o amor
a convivência com a delicada flor

é da nossa essência que principia…

a convivência dos lábios atentos ao beijo
no instante do silencio que aprofunda o desejo
e num e dois toques e mais toques meigos
emanam prazeres nos âmagos

é da nossa essência que principia…

a convivência que fora somente olhar
que agora abandona o viver num gesto misto
metamorfoseia o singular
e vai além do culto

é da nossa essência que principia…

a convivência com o semblante da luz
que faz nela exalar azuis
e no pranto das mágoas
causa duas mágoas

é da nossa essência que principia…

a convivência com o sorrir
que já não vai somente com a sorte
 
é da nossa  essência que principia

Mulher

 
não há diferença entre a Mulher
e as flores
sua beleza iguala as orquídeas
são lindas e puras

ao apalpa-las
sente-se a sensibilidade
a humildade de ser
a pureza de crescer
e uma manifestação forte

delas desabrocha a vida
que adorna o jardim
fazem do mundo um viveiro que encanta
e convocam ao amor o homem…

Mulher, é flor que tem forma humana
 
Mulher

Candidato sem medo

 
para amar sou um candidato sem medo
concedo-me ao medo para viver este agrado
porque no amor não tem nada que parece dor
nada que seja dor senão o amor

não há dor aonde tem amor
portando, se doer um dia
vai doer, não por existir dor
porém, por faltar amor
 
Candidato sem medo

eu sinto que te amo

 
sabe?
eu sinto que te amo
sabe?
na verdade eu te amo mesmo

a existência de qualquer espécie
se apreciada sem você
perde qualquer admiração
porque você é quem me provoca a imaginação, a emoção

sabe?
a sensação de dormir do seu lado
não é diferente a de ser um pássaro
voar ares sem medo
e atingir o cume do amor puro

assim tão perto
seus olhos me trazem a paz
e não pretendo que ela se desfaz
em nenhum instante do nosso intento

toma!
segura a minha mão
diz que também me ama
e permita que viva este cântico no seu coração!
 
eu sinto que te amo