https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Desilusão : 

roupas que visto

 
Menti-te
através dos silêncios ermos,
roupas que visto; vi-te
inteira, sem meios termos,
antes de ti.

janela
onde as grades moram,
as liberdades choram
ornamentos de uma cela.


A minha pátria é a língua portuguesa.
Bernardo Soares

Saibam que agradeço todos os comentários, de coração...
Por regra não respondo.



 
Autor
Rogério Beça
 
Texto
Data
Leituras
568
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Amora
Publicado: 12/11/2009 20:05  Atualizado: 12/11/2009 20:05
Colaborador
Usuário desde: 08/02/2008
Localidade: Brasil
Mensagens: 4763
 Re: roupas que visto
Preso à poesia
é bom que não saias,
que saiam poemas
assim, vestidos de ti.
Beijinho