https://www.poetris.com/
 
Textos : 

Guilherme

 
Tags:  loucura  
 
«Tenho de ir... Danados! Ainda me apanham. Se eu pudesse ficar... Eu tenho de ir. Se eu soubesse quem são». Pensa, enquanto transpõe a porta com os cabelos desalinhados. O preto e o castanho de cada sapato dão já a ideia de algo estranho. «Onde estarão? Eu sei que estão algures, a mim não me enganam! Se calhar veem lá atrás». O olhar desliza-lhe para as costas, acompanhado por um voltar rápido de cabeça. Frequente, aliás. Pára. Encosta-se à parede. «Vocês andam aí! Mas que me querem? Deixem-me em paz! Porque me espreitam e perseguem? Ide»! Avança, pára e avança até entrar no super-mercado. «Finalmente! Pelo menos aqui, eu topo-vos melhor».


Boa semana!


Garrido Carvalho

Março '10
 
Autor
Garrido
Autor
 
Texto
Data
Leituras
411
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.