https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Saudade : 

Caem sobre mim tantas lembranças

 
Tags:  saudade    sonho    destino    peito  
 
Caem sobre mim tantas lembranças

Hoje o Sol mudou de janela
E meu destino se esqueceu de urdir
Em meu peito pôs uma cancela
Para o coração de lá não fugir.
A tarde partiu tristonha
Deixou meu peito a gemer
Passam horas e se a gente não sonha?!
Nem mais o Sol vai ver nascer.

Emaranha-se na saudade a dor
Bruscamente cresce a solidão
E passa o tempo que é devorador
Que tudo destroça e leva p'la mão.

Mas eu sigo confiante,
Levo no peito uma força que nem sei!
Às vezes caminho um pouco errante
E a força fui talvez eu que a inventei.
Já se anuncia a morte do dia
O Sol varreu todo o horizonte
Deixa meu coração abatido de nostalgia
E deita-se na janela ali defronte
Chega a saudade de coisas perdidas
Dos olhos me cai uma lágrima represada
Na memória há coisas já esquecidas
E no rosto lê-se a idade que é já demasiada.

A tarde é agora de mel e canela
Despede-se de mim tal qual como a vida
Enquanto o Sol adormecendo muda de janela
O destino, vai urdindo a despedida.
Open in new window
rosafogo



Na plenitude da felicidade, cada dia é uma vida inteira.
Johann Wolfgang Von Goethe



 
Autor
rosafogo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
2598
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
52 pontos
44
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 09/06/2010 00:13  Atualizado: 09/06/2010 00:13
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11102
 Re: Caem sobre mim tantas lembranças
Rosinha,
Um poema bordado a mel e saudade.
Beijinhos
Nanda


Enviado por Tópico
arfemo
Publicado: 09/06/2010 00:14  Atualizado: 09/06/2010 00:14
Colaborador
Usuário desde: 19/04/2009
Localidade:
Mensagens: 4812
 Re: Caem sobre mim tantas lembranças
Olá Rosa,

já tinha saudade de ler os seus versos genuínos vertidos em poemas sentidos...

beijo,amiga
arlindo


Enviado por Tópico
carolcarolina
Publicado: 09/06/2010 00:17  Atualizado: 09/06/2010 00:17
Colaborador
Usuário desde: 24/01/2010
Localidade: RS/Brasil
Mensagens: 9297
 Re: Caem sobre mim tantas lembranças
Querida Amiga
Poetisa Rosa!

Que bom poder compartilhar novamente de suas belas poesias.
Já estava com saudades de ler suas obras.
E já chegou trazendo uma linda poesia, mixto de lembranças, nostalgia e saudade.
Bjinhos
♫Carol
Open in new window



Enviado por Tópico
miriade
Publicado: 09/06/2010 00:31  Atualizado: 09/06/2010 00:31
Colaborador
Usuário desde: 28/01/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 2171
 Re: Caem sobre mim tantas lembranças
Estas lembranças chegam aqui para serem saboreadas a mel e canela, uma torrada e uma xicara de café amargo, porque à nostalgia é o cimo de sua bela poesia.Delícia...

Beijocarinho, Lu


Enviado por Tópico
JoséCorreia
Publicado: 09/06/2010 00:36  Atualizado: 09/06/2010 00:36
Luso de Ouro
Usuário desde: 17/03/2009
Localidade:
Mensagens: 287
 Re: Caem sobre mim tantas lembranças
Rosa, ºjá não te lia faz tempo!

Uma escrita sempre tão pessoal e diferente, com essas rimas doces que eu gosto.
A saudade, a imagem que crias.

Abraço


Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 09/06/2010 00:41  Atualizado: 09/06/2010 00:41
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 12557
 Re: Caem sobre mim tantas lembranças
Amei essa tarde de mel e canela. Ainda bem que está de volta para nos encantar com tua graciosidade e magia. Beijinhos do amigo Gyl que muito gosta de ti!


Enviado por Tópico
JOSÉMANUELBRAZÃO
Publicado: 09/06/2010 00:56  Atualizado: 09/06/2010 00:56
Colaborador
Usuário desde: 02/11/2009
Localidade: Lisboa, PORTUGAL
Mensagens: 7775
 Re: Caem sobre mim tantas lembranças
Mumórias do tempo e ainda bem que são docinhas...rsrs

Gosto do teu poetar!

Beijo do ZÉ


Enviado por Tópico
Moura365
Publicado: 09/06/2010 01:45  Atualizado: 09/06/2010 01:45
Colaborador
Usuário desde: 23/10/2009
Localidade: Rio tinto-Porto
Mensagens: 2284
 Re: Caem sobre mim tantas lembranças
Um belo poema, rosa, onde as recordações emergem e se fazem ouvir, nestas belas palavras!

Gostei!

Beijinhos

Gil


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 09/06/2010 03:11  Atualizado: 09/06/2010 03:11
 Re: Caem sobre mim tantas lembranças
Querida, estava sentindo tanto a sua falta.
Pode crer.
Gosto de te ler, demais.

Estou pensando em preparar um chá da tarde com mel e canela, penso em ti convidar que achas?rsrs

Beijinho doce no coração!

Rosangela


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 09/06/2010 04:28  Atualizado: 09/06/2010 04:28
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: Caem sobre mim tantas lembranças
A saudade já estava me matando...precisava do alimento da sua poesia e esse está inesquecível!
beijo minha linda!


Enviado por Tópico
AnaMartins
Publicado: 09/06/2010 17:50  Atualizado: 09/06/2010 17:50
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2009
Localidade: Porto
Mensagens: 2221
 Re: Caem sobre mim tantas lembranças
Admiração redobrada porti, li que escreveste este poema no avião!!! Como é que é possível??? hehehe Eu tenho pavor desses bicharocos!!!

Todos temos forças insuspeitas dentro de nós que nos movem para a frente.

Beijinho!


Enviado por Tópico
Runa
Publicado: 09/06/2010 19:21  Atualizado: 09/06/2010 19:21
Colaborador
Usuário desde: 24/04/2010
Localidade: Santo Antonio Cavaleiros
Mensagens: 1177
 Re: Caem sobre mim tantas lembranças
Olá, Natália. Também já tinha notado a tua falta. Ainda bem que a ausência se deveu a um bom motivo.
Gostei do poema, como sempre. Sofrido e triste, mas sempre sentido.

Grande beijo


Enviado por Tópico
Morgado
Publicado: 09/06/2010 19:51  Atualizado: 09/06/2010 19:51
Muito Participativo
Usuário desde: 10/03/2010
Localidade: Barreiro
Mensagens: 55
 Re: Caem sobre mim tantas lembranças
Também gostei muito do seu poema.
Espero que "O destino, vai urdindo a despedida." seja só um até amanhã.
Achei interessante o seu perfil por diversas razões. Gosta de pintura; também eu que vou fazendo umas coisas que apresento depois em dois blogs sobre o tema. Um de ordem geral, outro sobre motivos do Barreiro onde nasci e resido. Também vou regularmente à Suiça onde tenho 2 netas. O facto de gostar de viajar e por isso ter querido ser hospedeira, ou melhor, assistente de bordo (é mais fino), não me parece razão. Vou tentar explicar, eu que trabalhei quasi 30 anos numa companhia de aviação. Quando se viaja em turismo é uma coisa. Agora ir 300 vezes a Zurique, ir, estar lá 1 hora e voltar, o caso muda de figura. Estar de serviço, por exemplo, às ilhas e no mesmo dia ir 2 ou 3 vezes ao Funchal, não é muito agradável. Assistente de bordo é uma espécie de caixeiro viajante. Não sei se concorda comigo mas é a minha opinião sobre este assunto.


Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 09/06/2010 20:49  Atualizado: 09/06/2010 20:49
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Caem sobre mim tantas lembranças
Mais um excelente poema, de alguém que aprendi admirar como poeta
e como ser humano. Tu, Rosa.
Belo.
Beijo com afecto,
Vóny Ferreira
[quote]Emaranha-se na saudade a dor Bruscamente cresce a solidão E passa o tempo que é devorador Que tudo destroça e leva p'la mão.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 09/06/2010 21:22  Atualizado: 09/06/2010 21:22
 Re: Caem sobre mim tantas lembranças
Em mim caíram as saudades de ti. Voltaste!!! Bem vou deixar as lamechices de lado para te dizer deste sonho de poema.

A tarde é agora de mel e canela
Despede-se de mim tal qual como a vida
Enquanto o Sol adormecendo muda de janela
O destino, vai urdindo a despedida.

A beleza de quem sente e sabe passar as imagens de uma forma impar.


Troxeste prendinha?

Saudades comadre Rosa!

Beijo azul


Enviado por Tópico
Avozita
Publicado: 09/06/2010 21:25  Atualizado: 09/06/2010 21:25
Colaborador
Usuário desde: 08/07/2009
Localidade: Casal de Cambra - Lisboa
Mensagens: 4531
 Re: Caem sobre mim tantas lembranças
Como costumas dizer, já cheguei tarde,
já muito disseram e iria repetir.
Felizmente que essas asas já te trouxeram
para junto de nós e assim alegrares os
nossos dias com a tua bela poesia.
As saudades foram muitas amiga.
Beijinhos
Antonieta


Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 09/06/2010 22:22  Atualizado: 09/06/2010 22:22
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6675
 Re: Caem sobre mim tantas lembranças
Ninguém diz dd recordações e saudades como tu, Rosa.Ao fim da cada poema teu sinto que - acima da nostalgia - há sempre uma esperança ou otimismo oculto.
Bjins, Betha.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 09/06/2010 22:38  Atualizado: 09/06/2010 22:38
 Re: Caem sobre mim tantas lembranças
Rosa,como sempre tu canta a saudade de uma maneira linda e suave que deixa-nos os leitores sem fala!

Parabéns é lindo D++++!!!

Amei!
Posso levar este?

Bjs
Rosa


Enviado por Tópico
mariamateus
Publicado: 09/06/2010 23:25  Atualizado: 09/06/2010 23:25
Da casa!
Usuário desde: 16/04/2009
Localidade: Vila Nova de Gaia..Porto
Mensagens: 452
 Re: Caem sobre mim tantas lembranças
Rosafogo


Fantástico poema.

Adorei, do principio ao fim....

Beijo de -luz!

mm


Enviado por Tópico
Beija-Flor76
Publicado: 10/06/2010 00:06  Atualizado: 10/06/2010 00:06
Colaborador
Usuário desde: 23/02/2010
Localidade: PORTUGAL
Mensagens: 2058
 Re: Caem sobre mim tantas lembranças
Que bom voltar a ter momentos unicos como este saidos das mãos de uma das poetizas que mais gosto de ler.
Já tinha saudades....
beijinhos querida amiga Rosa.


Enviado por Tópico
CLEIDEYAMAMOTO
Publicado: 10/06/2010 02:28  Atualizado: 10/06/2010 02:28
Da casa!
Usuário desde: 27/03/2010
Localidade: Pindamonhangaba-SP-Brasil
Mensagens: 226
 Re: Caem sobre mim tantas lembranças
Estava com saudade de te ler, Rosa. Seus versos sempre me tocam, pela beleza e pelos sentimentos profundos. Bom vê-la de volta.

beijo, grande poetisa


Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 10/06/2010 09:42  Atualizado: 10/06/2010 09:42
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 11979
 Re: Caem sobre mim tantas lembranças
Rosa

é bom ter-te de volta, saudades das tuas palavras e da tua presença aqui.

Trazes um poema muito bom, no tom da saudade que sempre sentes e dás à poesia uma nostalgia harmoniosa.

Gostei muito desta expressão.


Mas eu sigo confiante,
Levo no peito uma força que nem sei!



Beijinhos