https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

dói-me

 
Dói-me ter que me transformar para conseguir dizer-te que as horas contigo se passam mais por trás dos olhos que nos teus olhos, como ver-te à janela e ela estar fechada e tão isolada que ver-te mexer os lábios é lembrar-me do que não ouço dizeres-me. Dói-me este processo de me alterar à tua frente sem que o vejas, sem que eu queira que notes, para conseguir dizer-te o que não ouves por ser não quereres acreditar. Queria tanto que me ouvisses, mostrar-me e assim mudado permanecer como sempre fui aos teus olhos, mas deste lado da janela, onde te pudesse ouvir e a tua voz não mais escondesse o que por trás dos olhos silencias.


esconder-me de quem me quer ver, mostrar-me a quem não me vê.

 
Autor
Alter
Autor
 
Texto
Data
Leituras
561
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 30/07/2010 19:31  Atualizado: 30/07/2010 19:31
 Re: dói-me
belíssimo texto!
parabéns,
Edilson

Enviado por Tópico
AnaMartins
Publicado: 31/07/2010 18:28  Atualizado: 31/07/2010 18:28
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2009
Localidade: Porto
Mensagens: 2221
 Re: dói-me
Oi!
Uma palete de imagens altamente bem descritas!
Li os teus outros textos e por todos eles deixo um beijinho de parabéns e a promessa de cá voltar!