https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Revelação

 
Revelação
 

Criaturas ávidas de sensações ilusórias, fugazes e sem nexo
Na terra se esbarram e esbatem em desovas bestiais
Enodoam-se no cisco da congeminência terráquea
Cativos de passos de mágica
E assim se perde a alma humana sofredora de mutações
Inalcançável, prisioneira dos enredos
Caprichos, ambições, violências e traições


Despertaremos então do sono tenebroso gélido e sombrio?
Sairemos do cativeiro que nos circunda e não enxergamos
Cresceremos como seres superiores em busca de luz
Seremos receptores da mensagem primordial
De mãos erguidas ao céu em silente oração
Do que de profundo existe qual visão impensável
Só atingível aos cristalinos em derradeira prece de redenção
Não impregnados de matérias putrefactas
Transmutados veículos de revelação!?

Mas se o torpor e o deleite controlam os desejos
Os afectos esvoaçam em máscaras de afagos
As máquinas substituem os braços afáveis
E a fé extingue-se num orbe de corpos gelados
Saltamos de continente em continente, de estrela em estrela
Indubitavelmente seremos sempre humanos renegados

 
Autor
AnaMariaOliveira
 
Texto
Data
Leituras
667
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 27/12/2010 20:48  Atualizado: 27/12/2010 20:48
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11186
 Re: Revelação
Ana Maria,
Maestria e eloquência poética.
Feliz ano de 2011.
Beijinho
Nanda

Enviado por Tópico
FalcãoSR
Publicado: 02/05/2011 08:05  Atualizado: 02/05/2011 08:05
Colaborador
Usuário desde: 30/06/2006
Localidade: Rio de Janeiro
Mensagens: 2785
 Re: Revelação
Ana,

Texto profundo e de uma qualidade irreparável!


Parabéns!


Beijo