https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Morfeu

 
Morfeu
 
Que forma tens tu divindade do submundo
Galhofas com ilusões entre os pesadelos medonhos
Metamorfoseias-te descaradamente neste e naquele
Enganas-me e aos incautos ávidos de sonhos

Filho da loucura e do sono és tu e sou eu
Omnipotente da utopia camaleonismo de falso amante
Aptidão de plagiar qualquer molde sensível
A súplica, o estilo de porte, o semblante!

Imitas exactamente a indúvia e as palavras
És actor poderoso fazedor de mundos de glória
Envias simulacros de homens em devaneios
Dominas o reino da fantasia trazido na memória.

Rei separado dos súbditos habitando nuvens de incenso
Sabedor do pretérito, da actualidade e do prometido
Vens pela noite provocando a mente humana
Senhor e navegador do universo perdido

Inteligência superior pai de um puzzle maior
Sábio enganador de convicções e esperanças
Intelecto que manobra e ordena a matéria
Confundindo no juízo animal ténues lembranças

Não me enganas Morfeu sombra perfídia
Pois se tu és o sono sonhado infiel
Eu sou a insurreição inconformada
Da vigília em dor permanente com sabor a fel!


 
Autor
AnaMariaOliveira
 
Texto
Data
Leituras
1656
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
22 pontos
2
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
FalcãoSR
Publicado: 20/03/2012 08:32  Atualizado: 20/03/2012 08:32
Colaborador
Usuário desde: 30/06/2006
Localidade: Rio de Janeiro
Mensagens: 2785
 Re: Morfeu
Ana Maria,

Você como sempre dando show de arte e talento!


Parabéns!


Abs

Enviado por Tópico
JPAnunciação
Publicado: 20/02/2013 18:51  Atualizado: 20/02/2013 18:51
Luso de Ouro
Usuário desde: 18/06/2008
Localidade: Évora / Lisboa
Mensagens: 250
 Re: Morfeu
Nas minhas deambulações pelas poesias aqui publicadas, Tive o prazer de encontrar este poema sublime e arrebatador, pela elevada intensidade e conteúdo do mesmo.
É sem dúvida alguma superior.
Se me permite, devia continuar e peço-lhe que continue, porque tem alma no que escreve.

Bjs.
JP