https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Ruas, nuas

 
No olhar perdido de uma esperança vazia
Nasce a dormência infame, desaustinada
Rolam gotas de fome séria, gritante
Engolem-se perguntas de resposta adiada

Secam-se as vozes, por serem demais
Perde-se o passo em cada passada
Torna-se a dar, à vida, um dia mais
Vende-se o tempo a troco de nada

Quem te fez assim? De sorriso no chão
De olhar altivo e moedas na mão
Quem te trocou pela ida ao cinema?
E balbuciou, …é pena, é pena...

Quando a indiferença me calar o amor
E um olhar leviano me dançar pelo ar
Lerei nos teus olhos, secos, e rasos de cor
Palavras nobres que tardam em passar
…que pena… que pena
perderes o amar.

RuiSantos

 
Autor
ruisantos
Autor
 
Texto
Data
Leituras
509
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 13/01/2011 15:37  Atualizado: 13/01/2011 15:37
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29490
 Re: Ruas, nuas
OLHAR DOCE QUE TRASNFORMA EM UM DOCE AMOR.
QUE MARAVILHA, QUE MARAVILHA,,,DEIXO MEU ABRAÇO

MARTISNS