https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Pianíssimo

 
Tags:  sentidos    visão    tato    audição    paladar    olfato  
 
Suave é o olhar humano
Que ultrapassa as fronteiras da realidade
E nos proporciona a sensação
De sentirmo-nos íntimos
Na busca da reciprocidade.

Suave é o tato que apura
A sensação de jura
Entre a relação cortês
De dois amores na embriagues.
Nas horas próprias e impróprias
É o contato que comanda,
O poder da manda.

Suave é o destoar dons sons
Que adentram nossos ouvidos
E nos fazem íntimos do ritmo
revelando o infinito
De um mundo tão distinto.

Suave é olfato
que nos julga capaz
de atribuir ao cheiro
a sensação de prazer rotineiro
que perpetua o perfume na alma
e que retoma-o com toda a calma.

Suave é o paladar
Que nos faz apurar
O deleite de degustar,
Onde se faz morar
Sensações distintas
Entre o amar e o não apreciar.

Pianíssimo, suave, leve, é a vida dos sentidos
Que nos fazem perceptíveis ao mundo que nos entorna
Gerando o prazer mutuo, concretizando relações do conjunto.

APScheffer.

 
Autor
APScheffer
 
Texto
Data
Leituras
783
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Branca
Publicado: 17/11/2011 00:31  Atualizado: 17/11/2011 00:31
Colaborador
Usuário desde: 05/05/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 2988
 Re: Pianíssimo
Maravilha tua homenagem aos sentidos que enriquecem a vida da gente.
Destaco também a maneira delicada que escrevestes.
bj.
Branca