https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

Variações sobre um mesmo tema - n° 2

 
(Gostaria de dizer que não fico à procura da desventura - ou cegueira, loucura, o que for. Eu tenho enxergado muito bem ultimamamente. Tanto, que vejo vermes, fungos na natureza bela que cria ser intacta e pura e que me fazia tão bem, era meu berço. Agora, essa podridão está me infectando, me fazendo murchar, pois consegue percorrer tão caminhos tão profundos do meu ser. Oh... Renasça!)
...
Você não tem outra saída. Caminhe pela noite profunda, coloque o bálsamo da ternura em suas feridas, anestesie a dor que não cessa. O efêmero sempre se vai, mas tem marcas que não podem ser apagadas - e não serão. Elas lhe guiarão. Continue caminhando - logo o dia virá - lembre-se do motivo do riso e enxugue o pranto. Pare. Serene a alma e deixe-se levar pelos braços de Morfeu.
...
Amanheceu! Ouça! Está tocando a canção. Outra vez. Tenho certeza que lembra-se dela. O refrão ecoava em seus sonhos. Abra os olhos agora, lentamente. Viu como tudo voltou ao seu lugar? Sinta o amor. Sinta a quietude. Sinta o calor. Seus olhos estão marejados - e desta vez é lindo. Você está em casa, novamente. Não pode mais fazer mal, o que é do bem. É a aurora dos seus dias gloriosos. É o começo do florescer...

 
Autor
ClarissaDias
 
Texto
Data
Leituras
707
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
apsferreira
Publicado: 26/12/2011 23:12  Atualizado: 26/12/2011 23:13
Colaborador
Usuário desde: 27/12/2009
Localidade: Ponta Delgada - Açôres - Portugal
Mensagens: 1614
 Re: Variações sobre um mesmo tema - n° 2
Gosto muito
de prosa poética.
Gostei de ler,


Enviado por Tópico
WesRocha
Publicado: 26/12/2011 23:31  Atualizado: 26/12/2011 23:31
Da casa!
Usuário desde: 19/12/2011
Localidade:
Mensagens: 252
 Re: Variações sobre um mesmo tema - n° 2
Bravo Clarissa! Bela prosa!

Boa noite

abraços!