https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

se me suspenso és me azul

 


e depois de uma nuvem se abater húmida
sobre ti
guardada debaixo de um apara águas vermelho
levado no vento que acaricia o olhar

lento

ocupou se me um plano circunspecto nas ravinas dos meus braços
sem amplexos numa linha transversal

formalizado

um desvio de tanto insistir dependente

os raios fundem brilhos voláteis de azul
profundo
quando busco o intenso infinito das alturas em que te penso
e então fico

suspenso


 
Autor
uersus
Autor
 
Texto
Data
Leituras
654
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
9 pontos
1
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 19/11/2012 01:35  Atualizado: 19/11/2012 01:35
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: se me suspenso és me azul
suspensos versos que afligem o voo
do peito (numa entrega inteira) bjs e obrigada