https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

advérbio interrogativo de lugar indefinido ou cantiga de escárnio de mal amar

 


onde andei na madrugada
que fugia no alvor
que me deixava no nada
entre frescuras de olor
de uma lagoa estagnada

onde percorreste tempo
e abandonaste o caminho
que te deu o veloz vento
e nas velas de um moinho
e no som de um pensamento

onde nos vimos também
entre laços de um sentir
como se fora o desdém
das gargalhadas do rir
ou de divino entretém

onde pára o sentido
e os passos da vereda
que conduz ao mundo tido
por feliz que não degreda
a quem ama escarnecido


 
Autor
uersus
Autor
 
Texto
Data
Leituras
678
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.